Início » Itália: milhares marcham em Roma para protestar contra ‘passaporte de vacina’
Estadão

Itália: milhares marcham em Roma para protestar contra ‘passaporte de vacina’

Milhares de manifestantes marcharam pela Via Veneto de Roma e outras ruas principais da cidade italiana neste sábado (9) para protestar contra uma regra do governo que exige comprovação de vacinação contra a covid-19 ou testes negativos recentes para acessar os locais de trabalho a partir da próxima semana. Houve confronto com a polícia.

Muitos manifestantes ergueram os punhos cerrados ou agitaram bandeiras italianas e gritaram "Liberdade!" Um banner dizia "Tire suas mãos do (nosso) trabalho". A RAI State TV disse que os manifestantes eram pelo menos 10 mil, enquanto os organizadores disseram que eles eram 100 mil. Pelo menos um manifestante ficou ferido, disse a RAI. Entre os manifestantes estavam os proponentes de um grupo de extrema direita chamado Forza Nuova, disseram a emissora de TV e RAI e o jornal Corriere della Sera.

A certificação conhecida na Itália como "Green Pass" entra em vigor em 15 de outubro e se aplica a locais de trabalho públicos e privados. Os funcionários que entram em um local de trabalho devem ter essa espécie de passaporte. Para obtê-lo, as pessoas devem ter recebido pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19, documentar a recuperação da doença nos últimos seis meses ou apresentar teste negativo para o vírus de até 48 horas anteriores.

Tanto funcionários quanto empregadores correm o risco de multas se não cumprirem a regra. Os trabalhadores do setor público, por sua vez, podem ser suspensos se comparecerem cinco vezes sem o passaporte.

Durante o verão, os "Green Pass" já eram exigidos na Itália para entrar em museus, teatros, academias e restaurantes internos, bem como para tomar trens e ônibus de longa distância ou voos domésticos. O transporte de massa local está isento.

No sábado, 80% dos maiores de 12 anos na Itália e, portanto, elegíveis para a vacina, foram totalmente imunizados. Mais protestos contra a exigência do "Green Pass" no local de trabalho ocorreram no sábado em outras cidades italianas, incluindo Milão e Trento. Fonte: Associated Press.

Comentar

Clique aqui para comentar