Segunda Feira, 28 de Setembro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

120 mil são afetados com paralisação de motoristas e cobradores em Guarulhos

Por Redação GuarulhosWeb

14 de Dezembro de 2015

Os constantes problemas do deficitário sistema de transporte público da cidade prejudicaram nas primeiras horas desta segunda-feira, 14, cerca de 120 mil passageiros, que são atendidos em 10 linhas operadas pela Viação Campos dos Ouros. A ausência dos veículos da empresa foi motivada pela falta de pagamento dos valores referentes ao vale-refeição que deveria ter sido feito no último dia 9. Não existe previsão para normalização das atividades.
 
No entanto, a Prefeitura ressaltou que durante o período da paralisação na prestação de serviço da Campos dos Ouros, um plano emergencial de atendimento está sendo implantado no sistema público de transportes de ônibus. O GuarulhosWeb obteve a informação de que as viações urbanas Guarulhos e Vila Galvão estão destinando veículos para as linhas afetadas, em especial, as que ligam a região do Bonsucesso e Pimentas ao Centro da cidade.
 
A Prefeitura classifica a greve dos colaboradores como inesperada e afirma que a mesma é responsável pelo transporte diário de 120 mil passageiros. De acordo com a empresa, o movimento foi motivado pelo atraso no tíquete refeição. A Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito vai manter este esquema especial até o fim do movimento, que consiste na realocação de ônibus de outras linhas nas regiões afetadas.
 
Elas estão atendendo a 785, no Jardim Piratininga; 781, da Vila Any até o Centro; a 701, Vila Any, via rodovia Ayrton Senna; a 716, Vila Any, Via Dutra; a 713, até o Poupa-Tempo; a 720, na região do Internacional Shopping; a 812, no Jardim Carmela; a 731; no Parque Alvorada; a 732, no Jardim Angélica e 711, na Vila Rio. 
 
Além da Campo dos Ouros, a Viação Atual, que pertence ao mesmo grupo empresarial, está com suas operações interrompidas. Esta, por sua vez, atende passageiros de dez linhas intermunicipais, que ligam o município à Capital (Metrô Armênia e Tucuruvi). Deixaram de circular nestas linhas aproximadamente 50 ônibus. Não existe a informação de que os trajetos prejudicados estejam operando com veículos de outras empresas.
 
O GuarulhosWeb apurou também que as três empresas que atendem o transporte urbano em Guarulhos estão sem receber os subsídios (diferença entre os valores pagos pelos passageiros e o necessário para a operação) há alguns meses. Esse valor é bancado pela Prefeitura dentro do sistema de transporte municipal, que inclui o Bilhete Único.