Com fuga global de risco, Ibovespa vale menos de 102 mil pontos

Karla Spotorno - 14/08/2019 10:58


O Ibovespa abriu em forte queda nesta quarta-feira, 14, acompanhando as perdas observadas nos mercados internacionais nesta quarta-feira de vencimento de contrato futuro e de opções sobre Ibovespa. Com exceção de três papéis (Embraer, Marfrig e Suzano), todas ações da carteira do principal índice da B3 estão em queda.

Entre as blue chips, a maior desvalorização é da Petrobras, que sente a queda de mais de 3% dos contratos futuros do barril do petróleo na ICE (Londres) e na Nymex (Nova York).

A Embraer divulgou balanço nesta quarta e revelou uma reversão de prejuízo para lucro no segundo trimestre e um aumento na entrega de aeronaves.

Enquanto o Ibovespa marcava mínima pouco depois da abertura da sessão, o dólar à vista renovava máxima, valendo mais de R$ 4.

A deterioração global reflete um fuga dos ativos de risco após decepção com indicadores econômicos na China, na Alemanha e também na zona do euro. Nos Estados Unidos, a curva de juros das T-Notes chegou a inverter mais cedo, com o título de 10 anos registrando menor rentabilidade do que o de 2 anos. Esse movimento, que sugere possibilidade de recessão, não acontecia desde antes da crise financeira global em 2007.

Na Argentina, o governo Macri tenta hoje reduzir os efeitos da grave crise que abala a economia e os mercados financeiros e anunciou algumas medidas, que terão custo fiscal de 40 bilhões de pesos. Uma delas é que o preço da nafta será congelado por 90 dias frente à desvalorização do peso.

Além disso, o governo dará a trabalhadores do setor público bônus de 5 mil pesos ao fim do mês; aumentará o salário mínimo; lançará um plano para as pequenas e médias empresas pagarem obrigações ao longo de dez anos. "Três anos e meio de governo é muito pouco para consertar legado que recebi", afirmou o presidente Mauricio Macri.

No Brasil, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou que não sabe até quanto vai se manter a "bonança de queda de juros" e relatou que algumas pessoas "têm sugerido revisão no Teto de Gastos para torná-lo mais flexível".

Às 10h30, o Ibovespa marcava nova mínima aos 101.424,67 pontos. O dólar à vista subia 1,02% ao R$ 4,0077. O dólar subia 5,27% ante o peso argentino. Como indicavam os índices acionários futuros, as bolsas em Nova York abriram em queda de mais de 1%. Dow Jones recuava 1,43% no horário acima.

Seja o primeiro a comentar esta notícia.


Participe! comente esta notícia
informe o seu nome.
@
por favor um e-mail válido
T

Veja Também

Bolsa fecha em leve baixa, a 110.977,23 pontos, após série de máximas históricas

Após três fechamentos em nível recorde e cinco sessões de ganhos consecutivos, o Ibovespa fez uma pausa neste pregão, encerrando o dia em leve baixa de...

09/12/2019 18:37
Juros fecham estáveis, com mercado à espera de decisões de política monetária

A exemplo da etapa matutina, os juros futuros oscilaram majoritariamente ao redor dos ajustes anteriores ao longo da tarde desta segunda-feira, 9,...

09/12/2019 18:37
Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12, menor nível em um mês

O dólar teve a sexta queda consecutiva e fechou a segunda-feira no menor nível em 30 dias, cotado em R$ 4,1293, em baixa de 0,42%. O câmbio teve dois...

09/12/2019 18:33

Últimas Notícias

Cidades

Última edição de 2019 do programa Você na Prefeitura acontece neste sábado no Cabuçu

A EPG Vereador Faustino Ramalho, localizada no Cabuçu, recebe no próximo sábado (14) a última edição do...

09/12/2019 18:52

Cidades

Projeto de lei pode viabilizar a construção da Arena Multiuso de Guarulhos

A Prefeitura de Guarulhos enviou à Câmara Municipal, na última quinta-feira (5), o projeto de lei 3.821/2019, que autoriza a...

09/12/2019 18:09

Cidades

Mais de 10 mil pessoas celebram os 459 anos de Guarulhos em grande festa no Bosque Maia

Árvore de Natal iluminada, cantata, apresentações musicais, concerto de estreia da Gru Sinfônica e celebração...

09/12/2019 18:06