Bolsas de NY sobem, com ata do Fed no radar e ganhos no consumo discricionário

Bruno Caniato - 21/08/2019 18:41


As principais bolsas de Nova York fecharam a sessão desta quarta no positivo, com altas expressivas registradas, principalmente, no setor de consumo discricionário. O pregão operou no azul desde a abertura, à espera da ata da reunião de política monetária de julho do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), e sustentou os ganhos após a publicação do documento.

O índice Dow Jones avançou 0,93% para 26.202,73 pontos, rompendo novamente a barreira psicológica dos 26 mil pontos que havia perdido no pregão de terça. Já o S&P 500 subiu 0,82% para 2.924,43 pontos, enquanto o Nasdaq ganhou 0,90%, aos 8.020,21 pontos.

Os onze subíndices do S&P 500 fecharam em alta, com ganhos encabeçados pelo consumo discricionário após Target (+20,43%) e Lowes (+10,35%) surpreenderem nos balanços trimestrais. O mesmo setor registrou altas como Amazon (+1,23%), Nike (+2,74%) e Whirlpool (+2,18%).

Na tarde desta quarta, o presidente americano Donald Trump comentou brevemente que "provavelmente" fará um acordo comercial com a China, caso seja "bom para os EUA", mas não suscitou fortes reações do mercado.

A ata do Fed veio em linha com o comunicado e a coletiva de imprensa do presidente da entidade, Jerome Powell, em julho. Em geral, os dirigentes avaliaram que os riscos negativos à perspectiva econômica dos EUA diminuíram um pouco desde julho, e concordaram que o corte de 25 pontos-base no mês passado foi amplamente visto pelos integrantes como um "ajuste de meio de ciclo".

Houve, porém, fatos posteriores à reunião do Fed que podem ter alterado a avaliação, como a mais recente tarifa dos EUA contra produtos da China e alguns indicadores modestos pelo mundo. Com isso, os olhares dos investidores devem se voltar agora para o simpósio anual do Fed em Jackson Hole, onde Powell discursará na sexta-feira, em busca de sinais sobre os próximos passos do banco central.

O estrategista sênior para EUA do Rabobank, Philip Marey, avalia que a postura de "gerenciamento de risco" adotada pelo Fed amplifica os efeitos da política comercial sobre a política monetária. "Trump só precisa elevar tarifas ou adotar outra medida protecionista para forçar o Fed a cortar juros novamente", afirma.

Para Marey, a caracterização do corte mais recente dos juros como um ajuste é um "delírio" de Powell, ressaltando que houve escalada nas tensões entre EUA e China desde a reunião e que o mercado já precifica dois a três cortes adicionais ainda este ano. Além disso, "o Fed continua a minimizar as implicações da inversão da curva de juros, embora já tenhamos demonstrado que o argumento deles é falho e que os sinais de recessão devem ser levados a sério", escreve o analista.

Seja o primeiro a comentar esta notícia.


Participe! comente esta notícia
informe o seu nome.
@
por favor um e-mail válido
T

Veja Também

Agricultura: Brasil autoriza importação de uva e alho do Egito

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, informou hoje que, após o Brasil ter conseguido, ontem (14), a abertura do mercado do Egito para produtos...

15/09/2019 11:13
Yang Wanming: O objetivo de Washington é usar bullying e pressão

A China não quer a guerra comercial com os Estados Unidos, mas tampouco a teme. Na verdade, segundo Yang Wanming, embaixador da China no Brasil, a...

15/09/2019 08:43
Afinal, o que a Amazon quer no país?

Em sete anos no País, a Amazon vem fazendo uma expansão sem pressa. Começou com livros digitais, chegou aos físicos, abriu novas categorias e um centro...

15/09/2019 08:35
Bikeboys rodam 12 horas por dia e 7 dias por semana para ganhar R$ 936

Samuel Marques sai às 9h do Capão Redondo para chegar ao trabalho, na Vila Olímpia, por volta das 10h. Vai de bicicleta, com uma caixa térmica de 45...

15/09/2019 08:28

Últimas Notícias

Carro Express

Renault Kwid Outsider, a versão top do subcompacto que mais vende

Não é à toa que o Renault Kwid vem sendo o preferido dos consumidores que buscam um carro pequeno, com vocação...

15/09/2019 18:04

Esportes

Guarulhos sofre virada em casa e precisa vencer em São José para avançar na 4ª Divisão

O Guarulhos se complicou na 4ª Divisão do Campeonato Paulista, ao perder, de virada, para o Fernandópolis por 2 a 1, no...

15/09/2019 13:14

Cidades

Carro capota e fica destruído no Jardim Vila Galvão

O GuarulhosWeb recebeu imagens de um carro capotado e bem avariado na esquina das Ruas Diogo Botelho com a Princesa Izabel, no Jardim Vila...

15/09/2019 12:17

Policial

Motorista embriagado tenta fugir, mas é pego pela polícia na Rodovia Ayrton Senna

Um motorista que dirigia pela Rodovia Ayrton Senna, altura do KM 28, 5, em Guarulhos, na noite deste sábado, 14/09, por volta das 20h20,...

15/09/2019 10:58