Sexta Feira, 03 de Abril de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Nove são presos e 575 celulares são apreendidos no Aeroporto de Guarulhos

Parte dos aparelhos, a maioria com queixas de roubo e furto, seria levada para a África

Por Redação GuarulhosWeb

27 de Fevereiro de 2020 as 21:04

A Polícia Civil deteve nove pessoas durante uma operação denominada “Conexão Dakar”, estruturada para coibir o roubo e furto de celulares na região metropolitana do Estado de São Paulo.


Na noite desta quarta-feira, 26/02, quatro homens foram presos e dezenas de aparelhos celulares foram apreendidos no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Na tarde desta quinta, 27/02, as diligências resultaram na prisão de outros quatro indivíduos no bairro de Santa Efigênia, na região central da Capital. Anteriormente, um outro indivíduo já havia sido preso em posse de 98 aparelhos celulares. Até o momento, as atividades da operação “Conexão Dakar” resultaram em nove detidos e 575 celulares apreendidos.


A operação foi deflagrada pela 3ª Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista (Deatur), do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), que investigava os destinos dos celulares furtados e roubados durante o Carnaval. De acordo com as apurações, grande parte dos aparelhos seria levada para o continente africano.


“Essa atividade teve início com a apreensão de celulares que chamaram a atenção da Receita Federal pelo fato de se tratar de aparelhos usados. Prontamente, em contato com a Polícia Civil do Aeroporto de Guarulhos, começamos a identificar que uma boa parte daqueles aparelhos era produto de roubo”, explica André Martins, auditor da Receita Federal e delegado da alfândega do Aeroporto de Guarulhos.


Os agentes realizam diligências desde o início da semana com apoio da Receita Federal. Na noite de ontem, os trabalhos no aeroporto contaram com o monitoramento de imagens de raio-x das bagagens despachadas pelos passageiros de um voo que tinha como conexão a cidade de Adis Abeba (Etiópia) e destino Dakar (Senegal).


Durante as fiscalizações, foram identificadas dez malas com celulares em seu interior. Estes volumes pertenciam a quatro passageiros distintos, que foram abordados, já dentro da aeronave, e encaminhados à unidade policial local. 


Na delegacia o grupo acompanhou a abertura das bagagens. Após consulta ao IMEI (International Mobile Equipment Identity), número de identificação global de aparelhos telefônicos móveis, foi constatado que a maioria possuía queixa de roubo ou furto.


“Estamos identificando vítima por vítima e todos esses celulares serão entregues para os seus respectivos donos. Isso vai demandar um certo tempo, é um trabalho manual, de pesquisa de IMEI e levantamento de boletim de ocorrência”, ressalta o delegado Luís Alberto Guerra, titular da 3ª Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista (DEATUR). 


Os nove indivíduos detidos até o momento, todos de nacionalidade senegalesa, foram indiciados em flagrante e responderão por receptação. “O próximo passo é contactar as autoridades aduaneiras senegalesas, com a ajuda da Receita Federal, para que seja feito um controle mais rigoroso sobre a comprovação de procedência do produto”, finaliza o delegado Luís Alberto Guerra.