Quinta Feira, 28 de Maio de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Guarulhos supera meta de vacina contra a gripe em idosos

Apesar disso, a recomendação é para que os idosos fiquem em casa, uma vez que a vacina da gripe não protege contra o coronavírus

Por Redação GuarulhosWeb

02 de Abril de 2020 as 17:46

Guarulhos superou nesta quinta-feira (2) a marca de 100% de cobertura vacinal da população idosa com a administração de 104.563 doses contra a gripe, enquanto que o número de habitantes com 60 anos ou mais da cidade é de 102.442 pessoas, segundo estimativa do Centro de Vigilância Epidemiológica Estadual. Isso significa que pode haver mais idosos do que a estimativa ou que o município também imunizou muitos moradores de localidades vizinhas. Apesar disso, a recomendação é para que os idosos fiquem em casa, uma vez que a vacina da gripe não protege contra o coronavírus (Covid-19).

 

Para evitar o risco de exposição dos idosos ao Covid-19, a Secretaria de Saúde instalou diversos postos de vacinação volantes e também com o sistema drive-thru, bem como está realizando a imunização de todas as pessoas acamadas. A medida se deve ao grande risco que o coronavírus representa para essa população por conta de outras doenças comuns nessa faixa etária, como hipertensão, diabetes, problemas respiratórios e cardíacos.

 

Portanto, a recomendação da Secretaria de Saúde é para que os idosos evitem sair de casa e, se extremamente necessário, procurem horários alternativos e deslocamentos curtos. O distanciamento social não é saudável, porém neste momento é uma medida para proteger as pessoas da contaminação pelo vírus, que possui um alto índice de letalidade entre a população idosa, a exemplo do que vem acontecendo em outros países.

 

Por isso a dica é se valer de recursos tecnológicos como jogos online, mídias sociais, conversas por aplicativo e chamadas de vídeo para se comunicar com os amigos e familiares. Vale destacar que os idosos devem ser o exemplo para os seus netos e filhos, uma vez que eles também precisam ficar em casa.

 

Outra orientação importante é quanto às medidas de higiene que devem ser reforçadas, como lavar com frequência as mãos com água e sabão, utilizar lenço ou a parte interna do braço para tossir ou espirrar, desinfectar o ambiente e utensílios como óculos, celulares e bolsas, não compartilhar objetos pessoais (copos, garrafas de água, lenços, talheres e outros), evitar levar a mão ao rosto e se for fazê-lo higienizá-las antes e depois, manter o ambiente ventilado, pois locais fechados favorecem a proliferação do vírus, manter-se sempre hidratado e cozinhar bem ovos e carnes.

 

Cuidadores de idosos

 

Pensar que os idosos acamados ou restritos ao lar estão imunes à contaminação é um equívoco perigoso. Os cuidadores e familiares precisam ter precauções redobradas, principalmente com a higienização do ambiente e pessoal. A recomendação é para que ninguém saia de casa, porém, caso não seja possível, a orientação aos familiares e cuidadores é para que redobrem os cuidados com relação às medidas de higiene, desinfecção e precaução.

 

Caso seja preciso sair de casa a pessoa deve evitar a utilização de transportes coletivos e aglomerações, procurar fazer deslocamentos curtos e em horários alternativos (fora do horário de pico), bem como manter distância segura das demais pessoas na rua ou em outros locais. Outras dicas são: prender o cabelo e evitar o uso de acessórios (brincos, anéis, relógios, pulseiras, correntes, colares), não dividir o elevador com outra pessoa, levar lencinhos descartáveis e usá-los para tocar as superfícies, como ao acionar o elevador e abrir a maçaneta do carro, descartando-os na lixeira após o uso.

 

Ao retornar para casa se fazem necessárias outras medidas de precaução, tais como não tocar em nada antes de se higienizar, tirar os sapatos e deixá-los na entrada da residência, higienizá-los e tomar banho se possível. Caso contrário, deve-se ao menos trocar a roupa e lavar bem todas as partes expostas, como mãos e braços, com água e sabão, limpar as embalagens trazidas de fora antes de guardá-las, descartar as sacolas plásticas utilizadas no transporte e desinfectar maçanetas, celulares e chaves. Somente com a união de todos a pandemia poderá ser controlada.