Quinta Feira, 28 de Maio de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Governo lança aplicativo para facilitar denúncias de violência doméstica

Abusos sexuais e violência contra a criança, a mulher e a comunidade LGTIS serão acatadas pela nova plataforma, que também aceitará denúncias de brasileiros no exterior.

Por Redação GuarulhosWeb

02 de Abril de 2020 as 18:15

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quinta-feira, 2/4, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves anunciou que o governo lançou um aplicativo para facilitar uma possível denúncia contra o agressor.


Além do app, o site do Disque 100 também será publicado. A expectativa é de que as ferramentas on-line sejam lançadas dentro de dois dias. A ministra defendeu a nova tecnologia. "Acredito que, desta forma, mesmo sob pressão e sob o mesmo teto do agressor, a pessoa poderá fazer sua ocorrência por violação mais rapidamente", afirmou Damares.


Abusos sexuais e violência contra a criança, a mulher e a comunidade LGTIS serão acatadas pela nova plataforma, que também aceitará denúncias de brasileiros no exterior. 


De acordo com dados do Ligue 180, a quarentena recomendada por governos estaduais e municipais como forma de conter a propagação do novo coronavírus (Covid-19) provocou um aumento de quase 9% no número de ligações para o canal que recebe denúncias de violência contra a mulher.


Segundo a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), a média diária entre os dias 1 e 16 de março foi de 3.045 ligações recebidas e 829 denúncias registradas, contra 3.303 ligações recebidas e 978 denúncias registradas entre 17 e 25 deste mês.


Funcionamento


O Disque 100 e o Ligue 180 são gratuitos e funcionam 24 horas por dia, recebendo mais de 11 mil ligações diárias. Dessas, aproximadamente mil são denúncias de violações de direitos humanos. Os canais funcionam como "pronto-socorro” dos direitos humanos, pois atendem também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes e possibilitando o flagrante.


Temas relacionados ao atendimento na rede de saúde pública ou privada (denúncias, informações ou solicitações diversas), sugere-se que os cidadãos entrem em contato com a Ouvidoria do SUS, do Ministério da Saúde (MS), por meio do telefone 136.