Segunda Feira, 19 de Abril de 2021

Sem detalhar setores e regiões, Doria anuncia abertura gradual das atividades econômicas em 11 de maio

Até o dia 10 de maio não haverá movimento e alteração no programa de quarentena e a obediência deverá ser feita rigorosamente", afirmou

Por Redação GuarulhosWeb

22 de Abril de 2020 as 13:56

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira, 22/4, o governador João Dória anunciou a criação do "Plano São Paulo", que flexibilizará o isolamento social e reabrirá, de forma gradual, as atividades econômicas - paralisadas por causa da contenção do coronavírus - a partir de 11 de maio.


Determinada em 24 de março e, depois, prorrogada, a quarentena deverá permanecer normalmente até 10 de maio. "Até o dia 10 de maio não haverá movimento e alteração no programa de quarentena e a obediência deverá ser feita rigorosamente", afirmou Doria.


Apesar do afrouxamento das medidas de restrição, a administração não especificou quais estabelecimentos poderão voltar a funcionar após o dia 10 de maio. "Os detalhes só serão anunciados no dia 8 de maio se as condições permitirem", completou.


A retomada das atividades econômicas dependerá da situação específica de cada município e a capacidade de atendimento do SUS na região, como, por exemplo, o número de leitos disponíveis diariamente em cada uma das 645 cidades do estado. Algumas regras, como o uso de máscaras, também precisarão ser obedecidas.


“A regionalização é extremamente importante porque o país já é heterogêneo, o estado também e a gente precisa ter essa regionalização devido aos fatores críticos em cada uma delas”, disse José Henrique Germann, secretário estadual da Saúde.


De acordo com o vice-governador, Rodrigo Garcia, 74% da economia do estado continuou ativa no período de quarentena. "São Paulo não parou", enfatizou.


O último balanço publicado pela Secretaria da Saúde aponta que 1.037 pessoas já morreram em decorrência do coronavírus em São Paulo. Ao todo, há mais de 14 mil casos confirmados da doença no estado.