Segunda Feira, 28 de Setembro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

RESENHA GWEB – Roteiro, realismo e elenco fazem “Resgate” ser ótima pedida

Filme da Netflix tem alto nível de violência, mas choca pelo realismo, e não pelo sangue exagerado

Por Denis Le Senechal Klimiuc, especial para o GuarulhosWeb

07 de Maio de 2020 as 12:08

O investimento da Netflix em filmes de qualidade é de se admirar. O serviço de streaming tem apostado em seu catálogo, já que os concorrentes estão chegando e em breve tomarão seus filmes e séries. Não é de se espantar, então, que este “Resgate” tenha o alto nível técnico visto em tela.

O mercenário Tyler Rake (Chris Hemsworth, o Thor) é contratado para resgatar o filho de um bandido indiano que foi sequestrado por conta de problemas financeiros de seu pai. Mas, quando já está com o menino, Ovi (Rudhraksh Jaiswal), ele recebe a notícia de que o próprio pai largou mão de seu resgate, deixando sua cabeça à prêmio por 10 milhões de dólares.

Com os traumas de seu passado e a eficiência de seu serviço, Tyler não brinca no trabalho e continua a passar por cima do que quer que seja para conseguir levar o menino com saúde e segurança a alguém confiável.

O resultado é um filme de ação extremamente interessante, pois o roteiro de Joe Russo (simplesmente um dos diretores de “Vingadores: Ultimato”) é muito bem amarrado e evita diversos clichês do gênero, como a supremacia branca e heroica em um país asiático ou até mesmo um final previsível.

Outro destaque positivo é o elenco, que conta com um Chris Hemsworth inspirado, que consegue segurar muito bem as cenas de ação e passa a sensação de estar de fato vivendo as diversas dores de seu personagem.

Mas o que chama a atenção, acima de tudo, é a direção de Sam Hargrave, que segura o filme de forma impecável, com cenas tão tensas que conseguem até mesmo se tornar inovador.

O destaque de sua direção está no belíssimo plano-sequência de quase dez minutos de ação ininterrupta, enquanto a câmera anda para todos os lados, entrando e saindo de automóveis e construções sem cortes aparentes, enquanto há tiros, atropelamentos e a ótima presença do protagonista.

O resultado é, portanto, um ótimo filme de ação, com alto nível de violência, mas que ao invés de chocar pelo sangue exagerado, choca pelo realismo. Merece ser visto.

 

Opinião Gweb

Nota do filme (de 0 a 5): 4

Recomendado? Sim. Há cenas de ação que conseguem ser inovadoras, o que é uma excelente notícia em um gênero tão desgastado.

Onde assistir: Netflix

 

Serviço

Resgate

Ano: 2020

País: Estados Unidos/Índia/Austrália

Duração: 116 min.

Direção: Sam Hargrave

Classificação: 16 anos