Terça Feira, 14 de Julho de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Prefeitura disponibiliza formulários para avaliar impacto da pandemia sobre as atividades culturais da cidade

O resultado deve resultar em um panorama da atual situação do setor no município e permitir o planejamento de medidas que possibilitem um retorno das atividades

Por Foto: Divulgação

27 de Maio de 2020 as 17:31

Com o objetivo de diagnosticar o impacto provocado pelas restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, disponibilizou em seu site oficial formulários para mapeamento dos trabalhadores da Cultura e espaços culturais do município de Guarulhos. Esse trabalho vai fornecer ao poder público um panorama da atual situação do setor no município e permitir o planejamento de medidas que possibilitem um retorno rápido e organizado das atividades culturais no período pós-pandemia.


Os dados solicitados no mapeamento levam em consideração as informações previstas no Projeto de Lei de Emergência Cultural, Lei 1075/2020, que está em tramitação na Câmara dos Deputados. Para preencher o formulário, basta acessar o endereço www.guarulhos.sp.gov.br/mapeamentocultural. Nesse link há dois formulários disponíveis para preenchimento: um para os trabalhadores da Cultura e outro para os gestores de espaços culturais da cidade.


De acordo com o secretário de Cultura, Vitor Souza, o mapeamento se faz necessário, em primeiro lugar, para garantir que recursos emergenciais externos, uma vez que cheguem até a cidade, possam atender com agilidade às demandas devidas, seja em relação aos artistas independentes e suas atividades, seja nos espaços culturais que tiveram suas atividades suspensas e também às instituições de ensino que tiveram que se adaptar a esse momento de crise.


“Tanto o mapeamento realizado pela Secretaria de Cultura como as demais ações da Prefeitura de Guarulhos estão sendo pensadas nesse período de combate ao novo coronavírus, de modo a nos fornecer um panorama geral da cidade, uma força-tarefa que conta com o apoio de empresários, do setor cultural, artistas da cidade e de munícipes para que possamos atuar de forma assertiva, a partir do entendimento dos reais impactos da pandemia nas questões sócio-políticas, no convívio social e nos meios de produção, dentre os quais o segmento cultural”, esclarece o secretário.


Os dados informados pelos trabalhadores da área da Cultura e gestores de espaços culturais, exceto os pessoais, farão parte de um relatório mensalmente atualizado e publicado no subsite da Secretaria Cultura. O cadastro no mapeamento poderá ser renovado mediante novo preenchimento de formulário.