Sexta Feira, 16 de Abril de 2021

Bolsonaro libera verba para Guarulhos ampliar 20 leitos de UTI no 3CGru

Em transmissão ao vivo, Guti pediu para que o governo do Estado liberasse nove leitos que, segundo ele estão aguardando respiradores no Padre Bento

Por Foto: Paulo Manso

28 de Maio de 2020 as 19:36

Em transmissão ao vivo realizada na noite desta quinta-feira, o prefeito Guti anunciou que uma parceria com o governo federal vai disponibilizar mais 20 leitos de UTI no 3CGru, hospital de campanha de Guarulhos, instalado no Cecap e inaugurado há dois meses.


O local atualmente tem 10 leitos de alta complexidade, todos ocupados. A intenção do prefeito é diminuir a taxa de ocupação na cidade para, de forma faseada, implantar a reabertura das atividades econômicas no município.


"Agradeço à equipe do presidente Bolsonaro por entender o problema enfrentado por Guarulhos neste momento. Provavelmente vamos ter, na semana que vem, recursos do governo federal pra que a gente consiga custear mais 20 leitos de UTI no nosso hospital de campanha durante 60 dias, a priori. Teremos 20 leitos graças à mão que o governo federal estende para nós", comemorou Guti.


O prefeito aproveitou a transmissão para lamentar o fato de nove leitos que estariam aguardando por respiradores e apoio hospitalar no Hospital Padre Bento, gerido pela administração estadual. Segundo ele, se o governo intervir na situação da unidade, Guarulhos pode se aproximar da ocupação desejada para reabrir o comércio. "Nós temos nove leitos prontos, precisando de respirador e auxílio médico. Está pronto, mas não houve resposta do Estado. Infelizmente ainda não nos ajudaram da forma que precismos", indagou.


"Estamos realmente sem recursos e pedindo já há algum tempo. Oferecemos a UPA Taboão, praticamente pronta e o Hospital Referência da Mulher, já praticamente pronto. Se o Estado conseguisse colocar leitos de alta complexidade seria maravilhoso para nós. Mas, até agora, não obtivemos apoio do governo", continuou.


O GuarulhosWeb entrou em contato com a Secretaria estadual da Saúde, que negou a informação sobre leitos "parados" no local, que atualmente conta com 18 unidades de terapia intensiva. No entanto, a gestão de Doria não afirmou se mandará leitos para a cidade. "Os respiradores adquiridos pelo Governo do Estado serão distribuídos com a priorização dos locais com maior necessidade do ponto de vista assistencial", disse a nota. 


A Prefeitura também ataca a possibilidade de alugar leitos de alta complexidade "Ofertamos para todos os hospitais do município quem quer locar leitos de UTI para Guarulhos. Dois ou três estão reunindo documentos", concluiu o prefeito.