Segunda Feira, 28 de Setembro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Pressão de Guti e prefeitos da Grande SP faz Doria recuar e autorizar Guarulhos e região a solicitar flexibilização

Governador divide Grande São Paulo em seis sub-regiões para flexibilização da quarentena

Por Redação GuarulhosWeb

29 de Maio de 2020 as 12:22

Depois da reação contrária do prefeito Guti e de outros prefeitos da Grande São Paulo, Guarulhos e as cidades da região metropolitana também serão autorizadas a tocarem projetos de abertura econômica. A informação do recuo na decisão inicial do governador João Doria, de manter apenas a Capital na chamada zona laranja, que pode iniciar a reabertura de determinadas atividades econômicas a partir da próxima segunda-feira, 1º/06, foi antecipada pelo jornal O Estado de São Paulo e foi anunciada na coletiva de imprensa desta sexta-feira, 29/05.

A região metropolitana foi dividida em seis sub-regiões, a capital e mais cinco, e cada uma delas deverá apresentar na semana que vem seus próprios estudos, para mudarem de fase no processo de abertura. Atualmente, todas estão na fase vermelha, de restrição máxima, em que só é permitido o funcionamento de serviços essenciais.

Parte dos 15 médicos que compõem o Centro de Contingência do Coronavírus paulista se opôs à ideia. 

As cidades terão de se organizar nas sub-regiões e cada grupo terá de elaborar planos próprios de uma abertura faseada, nos mesmos moldes da flexibilização da quarentena apresentado pelo governo do Estado na quarta-feira, para só então ter a autorização para migrar para a fase laranja, que libera escritórios, shoppings e o comércio de rua, com restrições.

Enquanto foi analisada como uma única região, a Grande São Paulo teria de ficar na zona vermelha. Já com a análise em sub-regiões, parte das cidades também receberá a classificação laranja, e autorizar a retomada de parte das atividades. 


As sub-regiões são:


1. Norte (Franco da Rocha) – Caieiras, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha e Mairiporã.

2. Leste (Alto Tietê – Guarulhos) – Guarulhos, Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano.

3. Sudeste (Grande ABC) – Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.

4. Sudoeste (Mananciais) – Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.

5. Oeste (Rota dos Bandeirantes) – Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana do Parnaíba.

Além delas, há a Capital, que já foi liberada.


“Corrigir um erro é o maior acerto que um gestor público pode mostrar a sua grandeza", disse o prefeito Orlando Morando, de São Bernardo do Campo, aliado do governador.


Com informações do Estado de São Paulo