Quinta Feira, 01 de Outubro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Inscrições de curtas-metragens no Guarufantástico estão abertas até o final de julho

Programação online com mostras competitivas acontece entre os dias 1º e 31 de agosto

Por Redação GuarulhosWeb

01 de Junho de 2020 as 07:16

Até o meio dia de 25 de julho estão abertas as inscrições de trabalhos na 4ª edição do Guarufantástico, mostra de curtas com temática fantástica (fantasia, ficção e horror), dedicado à exibição de curtas-metragens nacionais e internacionais na cidade de Guarulhos. Com uma programação online totalmente gratuita, que acontece entre os dias 1º e 31 de agosto, o Guarufantástico conta com mostras competitivas e tem como objetivo promover a reflexão acerca do setor audiovisual, ampliar o acesso aos bens culturais e contribuir para a formação de novos públicos.

Os interessados em participar com suas produções audiovisuais podem inscrever trabalhos em três categorias: Profissional, Estudantil e Amador. Para se inscrever, clique aqui: (https://doity.com.br/guarufantastico?fbclid=IwAR3lI0n6m_yQej1ie8fw9LIOcHhugPernhny2RqNmVmuI3Cjy7MP7nX0q3g#registration). O período de votação online é a partir das 9h do dia 1º de agosto de 2020, às 22h00 do dia 31 de agosto de 2020. A premiação de cada categoria se dará por meio do voto popular e os filmes serão classificados pela quantidade de likes conquistados nesse período.


A Mostra

A Mostra de Curtas Fantásticos da cidade de Guarulhos, o Guarufantástico, caracteriza-se fundamentalmente pela oportunidade de articulação de uma multiplicidade de olhares sobre os fenômenos sociais-surreais-oníricos -sobrenaturais. Nesse contexto, o público alvo da mostra é formado, em sua maioria, por pessoas interessadas na crítica cinematográfica, profissionais e estudantes de comunicação, arte-educadores, atores, realizadores, diretores, produtores, além de demais interessados na linguagem audiovisual.

De acordo com Rubens Mello, cineasta idealizador do evento que acontece na cidade desde 2011, o mundo do cinema de hoje é construído sobre todo tipo de suporte, habitado por todo tipo de filme e experimentado por todo tipo de espectador:

“É nesse lugar onde ocorre, também, o cinema de bordas, o cinema independente. A diferença é que as características específicas de produção e exibição transformam esse tipo de cinema em um universo periférico, paralelo àquele composto pelas instituições detentoras do poder dentro do emaranhado do território cinematográfico. Nele, os filmes são feitos com um "molho" específico em que os modos do sistema popular - como a oralidade e a corporalidade - se acham contaminados pelas formas do cinema de gênero, já conhecidas, filtradas e repassadas pelo crivo do sistema massivo, como a televisão e a internet”, observa Rubens.

Em meio a um universo que se contrapõe ao laissez-faire das grandes produções cinematográficas, o público do Guarufantástico vai encontrar produções de cineastas independentes que se abastecem de lendas e histórias regionais bem como de filmes policiais, de horror, ficção científica, kung fu, aventuras de histórias em quadrinhos, faroeste, comédia e toda espécie de gênero. “O resultado é uma performance cinematográfica autofágica, que beira, perigosa e corajosamente, a estética trash. Cheia de sons e fúria, improviso e espetáculo, déjá vu e bom humor, artesania e imagens em movimento”, vibra Rubens Mello.

Para ficar por dentro de todas as notícias e novidade da Mostra, acesse a página do Facebook do Guaru Fantástico (https://www.facebook.com/guarufantastico/).


Sobre Rubens Mello

Rubens Mello se dedicou à arte desde os anos 80. No ano de 1996, ingressou no SENAC Guarulhos, Radialismo - Setor de Locação (DRT nº 15.349 - Folha 63V - Livro 28), municipal. Em 1999, gravou um piloto para o programa de rádio Sexta Negra, que serviu de estímulo para José Mojica Marins (Zé do Caixão), para um 89FM ou programa Noise, onde Rubens chegou a escrever alguns textos. Neste período, acompanhou José Mojica Marins em seus trabalhos e estagiou com ele, enquanto ao mesmo tempo cursava - Técnico Ator - no SENAC Santana, profissionalizando-se. (DRT nº 18.244 - Folha 25V - Livro 66) Desde então, participou de alguns filmes ( curtas e longas metragens). Escreve e dirige filmes de horror autoral e independente. Prêmios: • Melhor direção: “História de Lia” - 5º CineFantasy / 2010 (SP) • Melhor direção: “História de Lia” - 1ª Mostra Espantomania / 2010 (SP) • Melhor Fotografia de “História de Lia” - Corvo de Gesso 2012 • Melhor Edição por “História de Lia” - Corvo de Gesso 2012 • Melhor Direção por “Vermibus” - Corvo de Gesso 2013 •. Melhores Efeitos Especiais para “Carniçal” - Corvo de Gesso 2015.