Quarta Feira, 05 de Agosto de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Mesmo com ocupação hospitalar melhor, Guarulhos fica para trás em flexibilização de Doria

Região do Alto Tietê tem índices superiores às de áreas beneficiadas pelo governo estadual em processo de reabertura econômica

Por Redação GuarulhosWeb

03 de Julho de 2020 as 18:01

A Região Leste – Alto Tietê do Plano SP (de flexibilização das atividades econômicas durante a quarentena do coronavírus) foi mantida na fase laranja, mais restritiva, pelo governador João Doria (PSDB), em anúncio feito nesta sexta-feira, 3/07. A manutenção da região – que inclui Guarulhos – mostra incoerência nos critérios utilizados para definir quais locais terão mais ou menos permissão de reabertura, já que os índices de ocupação hospitalar por aqui são superiores aos apresentados em regiões que foram beneficiadas pelo governo estadual com o avanço à fase amarela (menos restritiva).

O GuarulhosWeb realizou um levantamento com os dados divulgados pela gestão Doria, com base em informações da Fundação Seade. Em número de leitos de UTI, por exemplo, a Região Leste tem 58,3% de ocupação, quase 10% abaixo da Capital, que tem 67%.

Nos leitos de enfermaria, os números são todos próximos. Com exceção do território Sudoeste (região de Cotia), que tem 40% de ocupação, as outras três, incluindo o Alto Tietê, registram aproximadamente metade dos equipamentos em atendimento. A área ocupada por Guarulhos tem, até o momento, 51,1%, contra 55,4% da Capital, por exemplo.

A variação semanal – novas internações – apontou que, tanto Capital quanto ABC registraram queda na quantidade de novos casos, enquanto a região Leste variou 3,9% no contágio, ainda assim, quase 7% a menos do que o território Sudoeste, que alcançou 11,2% e continua, pela segunda semana consecutiva, contemplado por Doria.

Por fim, na quantidade de leitos a cada cem mil habitantes, o Alto Tietê contabiliza a média de 16, pouco mais do que a metade dos números da Capital e do ABC, que comemorou recentemente a inauguração de um grande hospital em São Bernardo, com mais de 250 leitos, inaugurado pelo atual governador. No entanto, a região de Guarulhos e cidades vizinhas ainda registram o dobro de leitos da área de Cotia, já na etapa amarela, que tem apenas 8,6 unidades a cada cem mil moradores.

O GuarulhosWeb questionou o Estado sobre os motivos que deixam Guarulhos e as demais cidades do grupo, mesmo em condições estáveis, fora dos avanços da equipe de Doria. Segundo a administração, "Plano de São Paulo é multifatorial, observando a evolução do cenário epidemiológico considerando números de casos, óbitos e internações, sendo incorreto considerar a classificação de um local apenas em virtude do cenário de leitos". Ainda de acordo com o governo, o "município de Itaquaquecetuba erra ao dizer que o Governo não cumpriu com seus compromissos". A cidade vizinha a Guarulhos tem a pior situação dentre os municípios do Alto Tietê e recebeu do Estado, até o momento, 17 respiradores.

Nesta sexta-feira, a Prefeitura de Guarulhos foi notificada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo de que precisa restringir horários de comércio e funcionamento de salões de beleza. A liminar foi concedida a pedido do governo estadual.