Quarta Feira, 05 de Agosto de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Empresários lamentam decisão estadual que obrigou a fechar salões de beleza

Empresários aguardam decisão para reabertura de salões de beleza

Por Redação GuarulhosWeb

06 de Julho de 2020 as 16:09

Muitos comerciantes foram surpreendidos na última sexta-feira, 3/07, com a decisão liminar do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a pedido do governador João Doria (PSDB), obriga o município de Guarulhos a cumprir medidas da fase laranja do plano estadual de flexibilização das atividades econômicas, que impediu a reabertura de restaurantes, bares e salões de beleza, que aconteceria nesta segunda-feira, 6/07. 


Marcilene dos Santos Rodrigues, de 39 anos, abriu sua loja de roupas há uma semana. Ela pretende ter um espaço para estética, cabelos e unhas. “Eu optei por não abrir o espaço até que seja determinado. Para manter a quantidade de clientes na loja. Já é difícil, imagina adaptar o mezanino para os atendimentos estéticos, eu prefiro esperar e não ter problemas com a fiscalização” explicou. 


As barbearias também fazem parte da decisão. Para o proprietário de duas unidades no Bom Clima e no Gopoúva, Yuri Andreatta Militão, a decisão do governador João Dória prejudica o município. “Não tem sentido e nem lógica agora vamos ter que fechar novamente os nossos comércios, uma vez que guarulhos está conseguindo controlar os leitos de UTI?” questionou. Ele acompanha a reabertura do comércio pelas lives diárias do prefeito Guti, divulgadas pelas redes sociais e aguarda a decisão. 


Até o fechamento da matéria, não houve mudança na decisão. 


Na Capital, os salões de beleza já podem funcionar seguindo as determinações impostas pelo governo estado: 

- Ocupação máxima pode ser de 40% da capacidade e esses estabelecimentos podem funcionar por seis horas; 

- O atendimento aos clientes deverá ser feito exclusivamente por meio de agendamento, evitando filas de espera e de maneira individualizada; 

- Sempre que possível, o atendimento precisa ser feito em cabines individuais, por um profissional por vez e os clientes não poderão estar acompanhados por outras pessoas; 

- É obrigatório o uso de máscaras; 

- É obrigatória a adoção de protocolos específicos de higiene e distanciamento; 

- Poderá também ser implementado um horário exclusivo de atendimento para clientes acima de 60 anos ou que são do grupo de risco; 

- Os funcionários deverão utilizar touca, máscara reutilizável e óculos de proteção ou protetor facial, gorro, avental impermeável de mangas longas e luvas para tratamentos; 

- Tanto as barbearias quanto os salões de beleza deverão lavar os cabelos e orelhas dos clientes antes de iniciar o corte de cabelos para minimizar a possibilidade de contaminação;

- As esmalterias devem diminuir a quantidade de esmaltes expostos; usar luvas; higienizar a poltrona e a mesa de atendimento a cada cliente;

 - A distância mínima entre estações de trabalho deve ser de 2 metros, devendo serem utilizadas de modo intercalado, se necessário, e a distância entre os clientes de pelo menos 1,5 metro.