Segunda Feira, 21 de Setembro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

“Listão Netflix” tem 10 indicações de filmes para o seu fim de semana

GuarulhosWeb traz um cardápio de indicações para quem ainda não decidiu o que assistir

Por Denis Le Senechal Klimiuc, especial para o GuarulhosWeb

24 de Julho de 2020 as 19:47

Em tempos de pandemia, a busca por filmes e séries nos canais de streaming tem sido a saída para embalar as famílias dentro de casa. Mas nem sempre é fácil escolher, diante de tanta diversificação nos catálogos. Por isso, o GuarulhosWeb vai entregar, toda sexta-feira, uma lista de indicações, produzida pelo especialista Denis Le Senechal Klimiuc, especialmente para o nosso leitor.

Como a Netflix se transformou na “queridinha” de quem quer algo diferente da TV aberta, é de lá que vem nosso TOP 10. Para começar nosso listão semanal, trazemos filmes com mensagens edificantes em tempos de coronavírus. Bom divertimento!


1. Sob o Mesmo Céu (2015)

Uma produção otimista, com astros que vão de Bill Murray, Emma Stone, John Krasinski e Rachel McAdams até Bradley Cooper, que protagoniza esta história que se passa no Havaí e envolve um lançamento de satélite que é contra a preservação ambiental local.

Um bom filme para se assistir em uma tarde de domingo, com os personagens carismáticos que o cineasta Cameron Crowe sabe construir, como fez em “Jerry Maguire” e “Compramos Um Zoológico”.


2. Okja (2017)

Produção da própria Netflix, com a direção do vencedor do Oscar 2020, Bong Joon-ho (“Parasita”), esta é a história de um mundo que construiu geneticamente animais que misturam vacas, porcos, cachorros e outros tantos em sua composição, resultando em um bicho pronto para o abate.

A questão aqui é a forma com a qual o mundo consome a carne animal, dando vida a um bicho virtual muito bem construído, Okja, e que cresceu com a pequena Mikja em uma floresta montanhosa da Coreia do Sul. Como lidar, então, com o abate brutal que os animais sofrem após assistir a este filme?


3. Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994)

A fama que Tom Hanks traz, em parte, se deve ao icônico papel como Forrest Gump, um homem que viveu boa parte de sua vida participando da história americana da segunda metade do século XX e que gosta de simplesmente contar suas histórias.

Presidentes, cantores, acontecimentos históricos que mudaram o curso da sociedade. Está tudo ali, pincelado nesta obra inesquecível que o cinema presenteou o mundo na década de 90.


4. Gladiador (2000)

Outro ícone, mas agora do começo dos anos 2000, que levou o mundo à Roma dos tempos dos gladiadores, que aqui estão literalmente se matando às custas do imperador.

Russell Crowe e sua trágica história marcaram uma geração inteira, inspirando filmes de batalhas corpo a corpo como há muitos anos não se via no cinema. O resultado é um icônico motivo para você mergulhar nesse mundo de vinganças e traições.


5. Gatinhas e Gatões (1984)

O mundo que gira em torno da adolescência muitas vezes parece ser cruel, frio e calculista. Ou ao menos é isso o que a geração que cresceu com esta comédia de John Hughes viveu e sentiu.

Inesquecível, este é o tipo de filme que retrata como era ser adolescente nos anos 80, e o que nós, brasileiros, crescemos aprendendo com o cinema americano, seja alugando filmes ou esperando pelas sessões na TV aberta.


6. Lion – Uma Jornada para Casa (2016)

A emocionante história de um garoto indiano que se perdeu de sua família, foi adotado por uma família australiana e anos depois descobriu, quando o Google lançou seu serviço Street View, que era possível localizar a cidade na qual vivia.

O reencontro é um emocionante caminho que o filme te prepara para ter. Mas, até lá, você conhece a intimidade de uma família que emociona com o jeito que qualquer poderia ser, cheio de amor e de problemas, na pele de Dev Patel e Nicole Kidman.


7. Encontros e Desencontros (2003)

Sofia Coppola mostrou ao mundo o amor fraternal em um drama intimista sobre um homem e uma mulher que se encontram do outro lado do mundo. Ao contrário do que muitos pensam, não se trata de um romance, mas sim do encontro entre duas pessoas perdidas.

Bill Murray é um ator famoso de Hollywood, que vai a Tóquio para gravar um comercial de whisky. Scarlett Johansson é a esposa de um fotógrafo que vai à capital japonesa por conta de um trabalho, e que a deixa praticamente de lado. A delicadeza deste filme merece uma sessão especial.


8. Cegos, Surdos e Loucos (1989)

Gene Wilder marcou gerações com suas interpretações doces e sagazes em filmes como “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, “O Pequeno Príncipe” e até mesmo “Primavera para Hitler”. Por sua vez, Richard Pryor se tornou ícone por sua grande veia cômica por décadas.

Os dois estão juntos nessa comédia de humor quase impróprio, mas que encontra graça na pele de atores tão icônicos, que aqui vivem um surdo e um cego, e que, juntos, tornam esta sessão simplesmente hilária.


9. O Filme da Minha Vida (2017)

Selton Mello havia provado ser um excelente diretor com obras tão diferentes quanto boas, partindo de “Feliz Natal” e “O Palhaço”, mantendo o humor ácido em cada um desses filmes. O mesmo se aplica aqui.

A vida de um jovem professor de idioma, de uma cidade gaúcha, cuja mudança repentina se faz a partir do momento em que seu pai, francês, deixa o lar com a desculpa de ir embora do país. Mas as reviravoltas de sua vida tornam esse reencontro possível, de uma maneira bastante agridoce, que dá vontade de assistir mais e mais.


10. Grease – Nos Tempos da Brilhantina

Clássicos musicais são atemporais. Com essa frase, com certeza você já ouviu falar em Grease e em tudo o que esse filme significa para a geração que cresceu com ele, sendo imitado e homenageado até hoje, sobretudo pelos inesquecíveis personagens de John Travolta e Olivia Newton-John.

Músicas tão importantes para a cultura pop quanto chicletes por suas melodias estão ali, e com certeza você já ouviu ao menos três delas em qualquer lugar que tenha tocado canções dos anos 60 e 70 para animar uma festa. Aliás, é um filme que anima qualquer um.