Quinta Feira, 13 de Agosto de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Média móvel de mortes por Covid-19 volta a cair em Guarulhos; número de casos segue estável

Dados são da Fundação Seade e divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde

Por Redação GuarulhosWeb

31 de Julho de 2020 as 11:24

Uma verdadeira gangorra de altos e baixos. Assim se comporta a variação das taxas de média móvel tanto de mortes como de novos casos de Covid-19 em Guarulhos, segundo os números diários divulgados pelo site do Seade, órgão oficial do Governo do Estado que acompanha a evolução da pandemia em todos os municípios de São Paulo.

A cidade, que atingiu o pico de mortes em decorrência do coronavírus, há apenas 6 dias, quando a média móvel de óbitos chegou a 18,14 por dia, registrou um pouco mais que a metade nesta quinta-feira, 30 de julho, marcando 9,57. Trata-se de uma queda de 28% em relação ao dia 16 – 14 dias antes, que é a referência utilizada pelos infectologistas para checar a evolução da doença.

A queda no número de mortes acima de 15% é considerada pelos especialistas que existe um indício de declínio da doença em Guarulhos. No entanto, o mesmo não ocorre no registro de novos casos, que estão estáveis, com variação de apenas 1% para cima em relação a 14 dias atrás - 185,0 neste dia 30 ante 183,14 no último dia 16.

Porém, com o aumento no número de testes, que começam a ser oferecidos gratuitamente à população, por meio de ações da Secretaria Municipal de Saúde, a tendência é que os casos confirmados cresçam, já que as autoridades admitem que existe um alto número de subnotificações - pessoas que contraíram o vírus, mas tiveram sintomas leves e nem chegaram a passar por unidades de saúde pública.

A confirmação de novos casos e de mortes sofre também com instabilidades no sistema estadual de divulgação, utilizado para estas comparações. Nesta semana, por exemplo, durante dois dias, o site não trouxe atualizações, devido a inconsistências no sistema. Em algumas vezes, esses fatores influenciam nas tendências destas curvas.

A média móvel é calculada da seguinte forma: diariamente, soma-se os números apurados nos últimos sete dias e divide-se por sete, chegando à média móvel. Este critério serviria para evitar possíveis incorreções devido à falta de divulgação em determinados dias, como nos finais de semana.

O maior pico de casos, segundo a média móvel, registrada em Guarulhos foi no dia 2 de julho quando atingiu 242,57. Curiosamente, na mesma data, o município teve a menor média móvel de mortes, após a reabertura da economia em 12 de junho, com 7,29 óbitos por dia. Em 12 de junho, quando a Prefeitura permitiu a reabertura de diversos serviços e comércios não essenciais, a média móvel de mortes era de 12,86, enquanto os casos ficavam em 101,86 por dia.