Segunda Feira, 19 de Outubro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Ministério da Saúde coloca UPA Paulista entre as três melhores do Brasil

Há quatro meses, unidade foi escolhida para receber um novo método de gestão

Por Foto: Rovena Rosa/EBC

07 de Agosto de 2020 as 16:00

Das 630 UPAs existentes no Brasil, 50 delas foram selecionadas pelo Ministério da Saúde, no último mês de abril, para receber qualificação pelo método Lean – uma metodologia de gestão para tornar mais eficiente o atendimento nas emergências. Quatro meses depois, das 50 unidades escolhidas para a aplicação do projeto, três delas foram eleitas as melhores do país em boas práticas, entre as quais a UPA Paulista, de Guarulhos.

Dentre as melhorias implementadas no atendimento dos pacientes da UPA Paulista com foco humanizado que a colocaram entre as três melhores do país destacam-se a mudança da recepção, que ganhou maior amplitude e fluidez, a instalação de ramais em todas as salas da unidade, a padronização da abertura de fichas, a organização do fluxo interno com entrada e saída das pessoas por portas distintas, evitando tumulto, a implantação de técnica que permite visualizar a quantidade de impressos para evitar faltas, a troca de lâmpadas por modelos mais econômicos e eficazes e a agilidade na liberação do resultado de exames. 

Para que consultores, pesquisadores e especialistas pudessem contar o êxito da experiência prática Lean nas UPAs, o Ministério da Saúde e a Universidade Federal Fluminense (UFF), que são os idealizadores do projeto, promoveram na noite desta quinta-feira (6) o 1º Encontro das Lideranças Lean nas UPAs 24 horas, cuja live pode ser acessada pelo link https://www.youtube.com/watch?v=zvzX4uO2fXw

Na oportunidade, Guarulhos foi representado por Viviane Haddad, técnica do Departamento de Urgência e Emergência, que coordenou a implantação da metodologia Lean em três UPAs do município: Paulista, Cumbica e São João.

A metodologia de gestão, que já foi implantada também em alguns hospitais públicos do país, tem por objetivo agilizar o atendimento nas unidades, conferir maior segurança aos procedimentos, bem como promover a gestão humanizada. Visa ainda a reduzir desperdícios, melhorar os processos de trabalho e atingir maior resolutividade na assistência dos pacientes, tudo em prol da satisfação dos usuários.

Segundo o coordenador do projeto pela Universidade Federal Fluminense, Robisom Calado, o Lean é um projeto de pesquisa e assessoria que ajuda as UPAs a utilizarem ferramentas e métodos para o alcance das metas desejadas. “É uma metodologia baseada no processo de transformação que está presente em nove estados, o que beneficiará cerca de 11 milhões de pessoas atendidas por essas 50 UPAs”, destacou Calado na live desta quinta-feira (6). O projeto mais detalhado da metodologia pode ser conferido no volume 1 da Revista Lean nas UPAs.