Quinta Feira, 24 de Setembro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Após ser envenenada, jovem grávida ficou 12 dias internada

A adolescente passou mal após comer um caldo de mocotó com a irmã do namorado

Por Redação GuarulhosWeb

10 de Setembro de 2020 as 09:48

A polícia investiga o envenenamento da adolescente Gabrielle de 17 anos, grávida de dois meses. O crime aconteceu no Parque Jurema. A jovem ficou 12 dias internada e passou pela UTI, após comer um caldo de mocotó com a irmã do namorado. No hospital a família foi informada que ela havia ingerido “chumbinho”. 

Em entrevista à TV Record, a jovem contou que era pressionada pelo namorado para interromper a gravidez. Para amigos, ele teria dito que “não estava preparado para ser pai”. A jovem estava feliz e comemorava a gestação. 

No dia do crime, a adolescente teria informado a irmã que sairia com sua melhor amiga - a irmã do namorado - para um bar, em uma avenida do Parque Jurema, onde se encontraram com outros amigos. 

Após ingerir um caldo de mocotó, a grávida começou a passar mal. Ela foi encaminhada para o Hospital Pimentas Bonsucesso. A melhor amiga entrou em contato com a família da adolescente e contou o que havia acontecido. 

Após o fato, a melhor amiga e o namorado não foram encontrados. A família da vítima suspeita que os irmãos sejam os responsáveis pelo crime. A adolescente contou ainda que suspeitava de um sorvete oferecido por eles todas as vezes que ela foi até a residência. A polícia está investigando o caso. 

Após sair do hospital, a jovem contou que passou por momentos de pânico. adolescente. "Eu orava toda noite, toda noite ficava orando, falando assim 'não quero morrer'", contou a adolescente em entrevista ao Cidade Alerta, da Record TV.  "Eu tava muito ruim. Muito ruim mesmo."