Sexta Feira, 23 de Outubro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Lewandowski não pensa em ser o melhor do mundo: 'Não é a coisa mais importante'

futebol; Robert Lewandowski

Por Redação GuarulhosWeb

15 de Setembro de 2020 as 15:43

O fato de ser um dos favoritos a ganhar o prêmio de melhor jogador do ano não entusiasma o atacante polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, atual campeão europeu.

Autor de 55 dos 159 gols marcados pelo time campeão europeu em 52 jogos oficiais, o centroavante está mais preocupado com as mudanças que a pandemia da covid-19 trouxe para o planeta.

"Sim, eu sei que os meus números e os do Bayern foram muitos bons nessa temporada.

Deveriam nos colocar na disputa pelos prêmios, até podendo ganhar.

Mas eu não penso muito sobre essas coisas.

Claro, será incrível se eu tiver a chance de ganhar.

Mas, agora, isso não é a coisa mais importante na minha vida.

Nessa próxima temporada, acho que vamos ter o ano mais difícil de nossas vidas, muitas vezes entrando em campo a cada três dias", disse o jogador, nesta terça-feira, em entrevista coletiva on line, como divulgação do Campeonato Alemão, com início previsto para sexta-feira com o clássico entre Bayern e Schalke 04.

Lewandowski prefere dividir a boa fase e os gols marcados com todo o elenco do Bayern, responsável por grandes jogos no pós-pandemia, principalmente a histórica goleada, por 8 a 2, sobre o Barcelona, na Liga dos Campeões.

"Na fase final, já chegamos ao hotel em Portugal com a certeza de que éramos muito fortes.

Eu até perguntei para um jogador o que ele achava da partida com o Barcelona e ele disse que iríamos ganhar de 5 a 1.

Depois, na véspera da final, perguntei para uns seis jogadores o que eles achavam que aconteceria e todos disseram sem pensar duas vezes 'sim, com certeza o Bayern vai ganhar', porque sabíamos da nossa força.

" Humilde, o camisa 9 não se colocou entre os melhores centroavantes da atualidade.

"Há muitos jogadores bons por aí, mas quando eu pensar em algum para jogar no Bayern vou ter que falar com o meu chefe antes.

Falando de centroavantes mesmo, tirando outros jogadores ofensivos, acho que os melhores são o Sérgio Aguero, o Harry Kane, o Timo Werner e o Karim Benzema.

"