Terça Feira, 22 de Setembro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Especialista pede que pessoas não pinguem soro fisiológico nos olhos durante estiagem

O tratamento mais avançado para olho seco, segundo o profissional, é a aplicação de luz pulsada, que estimula a produção da camada lipídica

Por Redação GuarulhosWeb

15 de Setembro de 2020 as 19:03

De acordo com a previsão do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) nesta semana, a umidade relativa do ar deve variar entre 10 e 30 nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste, bem abaixo dos índices de 40 a 70 preconizados pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Segundo o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, o efeito mais visível da estiagem é o ressecamento dos olhos, garganta e nariz, pois pode prejudicar o organismo, tendo em vista que, além de lubrificar as mucosas, a água é essencial no metabolismo por transportar nutrientes e eliminar toxinas.

Nos olhos o especialista afirma que o período de estiagem dobra o número de pessoas com vermelhidão, coceira, sensação de corpo estranho, queimação, fotofobia e visão borrada.“A diminuição da lágrima aumenta o risco de alergia nos olhos, principalmente entre pessoas que já sofrem com outras doenças alérgicas, como asma e dermatite”, pontua.

Grupos de risco

Mulheres na menopausa, idosos, pessoas que passam muitas horas no computador, portadores de doenças autoimunes, usuários de lente de contato ou medicamentos - como antialérgico, antidepressivo e diurético - são mais propensos à síndrome.

Tratamento

Queiroz Neto destaca é comum pacientes chegarem ao consultório colírios que não resolvem o problema. Ele afirma que isso acontece porque existem vários tipos de lubrificantes que agem nas diferentes camadas da lágrima. "Se o colírio não for adequado à deficiência do pacientem é claro que não funciona", ressalta.

Outro erro comum cometido pela população é pingar soro fisiológico nos olhos para diminuir o ressecamento. “O sal do soro aumenta a irritação. Além disso, a solução não contém conservante e, depois de aberta, se transforma em campo fértil para o crescimento de bactérias e fungos que contaminam a córnea e conjuntiva”, alerta.

O tratamento mais avançado para olho seco, segundo o profissional, é a aplicação de luz pulsada, que estimula a produção da camada lipídica. É indicado quando no exame do filme lacrimal é diagnosticada tal deficiência. Com apenas quatro sessões, o tratamento é finalizado.

Dicas de prevenção

As dicas do oftalmologista para prevenir o ressecamento da lágrima e a desidratação do organismo são:

·     Beber água com frequência.

·     Incluir na alimentação ômega 3, encontrado em nozes, semente de linhaça, salmão e sardinha, além de frutas verduras e legumes ricos em vitamina A e E, que protegem os olhos.

·     Colocar vasilhas com água nos ambientes.

·     Evitar ambientes com ar condicionado.

·     Manter os ambientes livres de poeira.

·     Desviar os olhos da tela do monitor por 5 a 10 minutos a cada hora.

·     Piscar voluntariamente quando usar o computador.

·     Proteger os olhos com óculos apropriados nas atividades externas.