Quinta Feira, 15 de Abril de 2021

AVALIAÇÃO - S10 High Country, a versão top feita para o campo faz bonito na cidade 

Versão top de linha da picape da Chevrolet agrada nos mais diferentes sentidos, desde o visual, passando pelo motor e conforto

Por Ernesto Zanon - Especial para o GuarulhosWeb

12 de Dezembro de 2020 as 10:12

 Ela foi concebida para fazer bonito junto aos produtores rurais, é uma das principais estrelas do agronegócio. Mas desfilar com uma Chevrolet S10 High Country, a top de linha da família, pela cidade impressiona. Os atributos da picape, renovada mais uma vez neste ano, são muitos e agradam os mais diferentes públicos. Tem motorzão, visual imponente e diferenciado, muito conforto interno e bastante tecnologia embarcada.  

GuarulhosWeb avaliou o a S10 High Country, versão que custa um pouco mais de R$ 210 mil, durante uma semana, utilizando-a sobretudo na cidade e um pouco em estradas da região, incluindo alguns trechos de terra batida. Conta com motor turbodiesel 2.8, transmissão automática de seis velocidades, tração 4x4 e muito mais. Nas mais diferentes condições, a sensação é das melhores. Há espaço interno para até cinco ocupantes. Quem vai no banco de trás nem se lembra das velhas picapes, já que a calibração da suspensão garante conforto de carro de passeio, sem aqueles solavancos e pula-pula tão comuns até bem pouco tempo atrás e ainda presente em alguns modelos. Para motorista e passageiro da frente, tudo de bom.  

O ambiente interno segue a tradição Chevrolet oferecendo muita tecnologia e tudo à mão. A Nova S10 incorpora também a mais moderna geração do multimídia MyLink. A novidade é a projeção sem fio para Android Auto e Apple Car Play. Esta é a primeira aplicação deste recurso em um modelo da marca no país. O sistema Wi-Fi nativo permite que a picape seja usada como um verdadeiro escritório sobre rodas. O sinal até 12 vezes mais estável que o de um smartphone, capaz ainda de se manter mais tempo conectada à rede 4G em função da antena que amplifica o sinal – isto se traduz em maior velocidade de transmissão de dados.  

No visual, a Chevrolet acertou em cheio. A High Country tem a dianteira diferente das demais versões, tornando-a ainda mais exclusiva. A grade é toda escura e traz o nome Chevrolet em alto relevo sobre uma barra central. A tradicional gravata dourada, emblema da marca, está mais embaixo, à esquerda, sobre uma trama tipo colmeia. O parachoque conta com aplique central em cor diferenciada e uma moldura na parte inferior, que foi projetada para melhorar a capacidade do veículo de superar obstáculos, resultando num ângulo de ataque passou de 27 para 29 graus. 

Na lateral, a S10 High Country chama a atenção pelas novas rodas esportivas de aro 18. Ela combina as bordas usinadas com o centro e os raios em preto brilhante. Outro aspecto lateral marcante é o santo Antonio envolvente, que traz mais volume para a caçamba (1.329 litros). A tampa traseira ganhou um amortecedor, que torna a operação de manuseio muito mais suave.  

 O motor 2.8 turbo da S10 ganhou na linha 2021 uma nova turbina, a mesma que equipa a picape Chevrolet Colorado norte-americana. A vantagem do componente é que ele conta com uma estrutura otimizada que deixa as acelerações mais progressivas. Na prática, o motorista vai sentir uma picape muito mais esperta e divertida de guiar. Basta pisar, que ele reage instantaneamente. Numa ultrapassagem, em subida de serra, por exemplo, o avanço se dá de forma tão natural que chega a impressionar. Você está a 80 km/h e “salta” para mais de 120 km/h quase que num piscar de olhos, sem solavancos ou incômodos desnecessários.  

Números da Chevrolet apontam que a aceleração de 0 a 100 km/h ficou 0,2s mais rápida, passando para 10,1s no modelo equipado com transmissão automática (AT6). Já a economia de combustível variou de 3% a 10%, dependendo da configuração e da condição. Isto significa que o custo por quilômetro rodado com diesel ficou ainda melhor. Durante a avaliação, ficou acima dos 10 km/l.  

A S10 High Country conta também com o sistema de frenagem autônoma de emergência, que freia o veículo automaticamente ao identificar uma situação de risco envolvendo o veículo à frente ou um pedestre que esteja cruzando a dianteira. Este recurso funciona de 8 km/h a 80 km/h e pode mitigar ou mesmo evitar um acidente. Ele entra em ação quando percebe que o condutor está distraído ou que o veículo logo à frente realizou uma manobra abrupta. 

 

O que a versão High Country oferece de série: 

  • alerta de saída de faixa,  
  • luz de condução diurna / Luz de posição em LED,  
  • estribos laterais, 
  • moldura do farol de neblina na cor preto “Anthracite”,  
  • para-choque traseiro com molduras cromadas,  
  • rack de teto  
  • volante com revestimento premium, 
  •  acendimento automático dos faróis através de sensor crepuscular,  
  • alerta de detecção de pedestre frontal com auxílio de frenagem, 
  • ar-condicionado digital, chave reserva tipo canivet 
  •  Remote Start – Partida do motor por controle remoto e acionamento do ar-condicionado, 
  • sensor de chuva com ajuste automático de intensidade,  
  • sensor de estacionamento dianteiro e traseiro,  
  • sistema Onstar, Wi-Fi embarcado no veículo para até 7 dispositivos eletrônicos, 
  • banco do motorista com regulagem elétrica de altura,  
  • distância e inclinação do encosto e bancos com revestimento premium 
  • adesivos decorativos HIGH COUNTRY nas laterais,  
  • alavanca do freio de mão com detalhe cromado,  
  • aplique com acabamento em alumínio polido com o emblema High Country no interior das portas dianteiras 
  • capota marítima  
  • lanternas em LED, 
  • rodas de alumínio Aro 18″ exclusivas versão High Country,  
  • santo Antônio exclusivo High Country  
  • acabamento interno em dois tons “Jet Black” e “Very Dark Atmosphere” (Tonalidade Preto e Marrom Escuro).