Quinta Feira, 15 de Abril de 2021

 AVALIAÇÃO - VW Virtus GTS se apresenta como um esportivo de rua de corpo e alma 

Confira mais uma avaliação realizada pelo GuarulhosWeb. Desta vez, o sedã compacto Virtus vestido de esportivo

Por Ernesto Zanon - Especial para o GuarulhosWeb

20 de Dezembro de 2020 as 18:29

 Muito mais que adereços que garantem um visual esportivo, procedimento bastante comum adotado pelos mais diferentes fabricantes para atrair o público jovem, Volkswagen Virtus GTS se apresenta como um esportivo de rua de verdade. É corpo e alma. O modelo avaliado pelo GuarulhosWeb durante 10 dias, além da aparência invocada, tem no motor de 150 cavalos de potência o principal atrativo. Trata-se do 1.4 turbo, o mesmo utilizado no Jetta, que tem desempenho prá lá de satisfatório (e divertido).  

 O motor 250 TSI (250 Nm de torque e 150 cv de potência) e câmbio automático de seis marchas garante uma dirigibilidade diferenciada. Basta pisar que o carro responde. A transmissão possibilita trocas de marchas no tempo certo, reduzindo de forma ágil para garantir desempenho. É pisar e seguir de forma bastante ligeira e segura. O conjunto devolve excelente desempenho, economia e conforto. 

A lista de equipamentos dos modelos é extensa e inclui itens exclusivos no mercado nacional, como o painel totalmente digital (Active Info Display). Ali dá para configurar de diferentes formas. No modo esportivo, aparecem reloginhos (manômetro) que passam informações para quem leva a sério a prática. Dá até para marcar tempo por volta. Tudo de forma digital. Há ainda o sistema de som Beats e o XDS+ (bloqueio eletrônico do diferencial), que integra o ESC – Controle eletrônico de estabilidade (item de série). 

Informações da VW apontam que o XDS+ melhora o comportamento dinâmico do carro. Esse sistema aumenta a agilidade e diminui a necessidade de movimentação do volante por meio de intervenções seletivas nos freios das rodas internas às curvas nos dois eixos e permitindo uma transferência do torque disponível do motor para as rodas externas. O XDS+ funciona com quaisquer condições de aderência do piso. Isso resulta em dirigibilidade precisa, com mais tração e agilidade nas curvas. 

 O Virtus GTS conta ainda com o “Seletor do perfil de condução”, que permite ajustes entre os modos “normal”, “ecológico”, “esportivo” ou “individual”. No modo esportivo é acionado o atuador sonoro, outro item exclusivo, que amplifica a experiência esportiva ao volante e entrega mais prazer ao dirigir. 

Visual  

A versão GTS mostra que é diferente também no visual em relação aos outros modelos da linha Virtus. Na dianteira, os faróis full LED têm identidade visual diferenciada; o para-choque tem aparência mais imponente. A grade do radiador tipo colmeia traz o logo “GTS” e um filete vermelho que liga os dois faróis. 

As rodas são diamantadas e têm 17 polegadas, com pneus 205/50 R17. No Virtus GTS o defletor traseiro preto fica sobre a tampa do porta-malas.  

Internamente, o painel digital (Active Info Display) tem iluminação em vermelho. Fora que toda a cabine é escurecida: teto, bancos, laterais de porta e painel. O volante tem acabamento de couro e costuras vermelhas, além de ter a sigla “GTS” na haste da base. O mesmo tom de vermelho dá acabamento às molduras da saída de ar e da base da alavanca de câmbio. Tapetes e bancos também têm detalhes em vermelho. 

Os bancos são exclusivos dos modelos, mais esportivos e sofisticados. O encosto de cabeça é integrado ao banco, que é forrado com tecido inédito, mesclado com couro, com linhas horizontais inspiradas nos modelos da década de 1980 e com a inscrição “GTS”. Os ocupantes vestem o carro.  

O Virtus GTS tem preço de tabela estipulado em R$ 112 mil. Pode até parecer caro, mas tem que se levar em consideração tudo o que o carro oferece de série e a performance, que demonstra ser um esportivo de verdade.