Domingo, 11 de Abril de 2021

Inep antecipa em meia hora o acesso aos locais de prova do Enem

Mais de 5,783 milhões de candidatos se inscreveram para participar do exame

Por Agência Educa Mais Brasil

12 de Janeiro de 2021 as 17:06

Os estudantes que vão realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) precisam estar atentos ao horário de abertura dos portões. Isso porque, nessa edição, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, informou em nota que vai antecipar em meia hora a entrada dos candidatos. A decisão, segundo o Instituto, é para evitar aglomerações.

No próximo domingo, 17, primeiro dia de aplicação da avaliação, os portões serão abertos às 11h30 (horário de Brasília) e fechados às 13h – meia-hora antes do início das provas. Mais de 5,783 milhões de candidatos se inscreveram para participar do Enem 2020, realizado em 2021 após adiamento em virtude da pandemia de Covid-19. Seguindo o calendário, as próximas aplicações serão em 24 de janeiro (versão impressa), e 31 de janeiro e 7 de fevereiro (versão digital).  

Adiamento

Entidades estudantis, no entanto, estão pressionando o Inep para adiar novamente o Enem por conta da alta de casos de contaminação do coronavírus no país. Na sexta-feira, 08, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) acionaram o Ministério Público Federal (MPF).

Além disso, 50 entidades científicas divulgaram uma nota conjunta no mesmo dia em que apontam a “necessidade urgente” de que a realização das provas do Enem sejam adiadas “para outro momento no qual os índices de transmissão e a capacidade de resposta dos serviços de saúde estejam dentro de níveis aceitáveis”.

A Defensoria Pública da União (DPU) também acionou a Justiça na última sexta para que houvesse o adiamento das provas. O pedido foi indeferido no início da tarde de hoje, 12, pela Justiça Federal de São Paulo. Já o Ministério da Educação mantém o cronograma, justificando estar tomando medidas de segurança contra a contaminação do vírus. Os principais procedimentos de segurança estão detalhados em dois editais publicados pelo Inep, o nº 54 e o nº 55.