Quinta Feira, 15 de Abril de 2021

Anvisa se reúne com laboratório para discutir aprovação de vacina russa no Brasil

Fábrica de Guarulhos será utilizada para processo de produção da Sputnik V

Por Redação GuarulhosWeb

21 de Janeiro de 2021

Representantes da Anvisa e da União Química estão reunidos para discutir a liberação emergencial da Sputnik V no Brasil. A vacina russa, ainda não aprovada pelo órgão nacional de saúde, será fracionada e envasada em Guarulhos.

O laboratório protocolou, na última semana, um pedido de uso emergencial da vacina no Brasil. Entretanto, a agência pediu mais informações e julgou que a solicitação não apresentava "requisitos mínimos para submissão e análise". A fase 3 de testes é obrigatória para avaliação no Brasil e, até o momento, apenas as vacinas Coronavac e Oxford atingiram tal objetivo no país.

Guarulhos é parte do processo

A Inovat, empresa localizada em Guarulhos e pertencente à União Química, será utilizada para fracionamento e envase da vacina. Além da vacina russa, Guarulhos tem participação crucial no armazenamento, por meio do Complexo Logístico e da distribuição, através do aeroporto, de todas as doses aplicadas no Brasil.