Quinta Feira, 15 de Abril de 2021

Guarulhos inicia imunização com vacina de Oxford

O primeiro profissional de saúde vacinado em Guarulhos com a dose da AstraZeneca foi o cirurgião buco-maxilar Marcelo Rodrigues dos Santos, de 39 anos, que atua no Hospital Municipal de Urgências

Por Redação GuarulhosWeb

26 de Janeiro de 2021 as 18:37

Guarulhos recebeu na tarde desta terça-feira (26) o primeiro lote com 10.520 doses da vacina AstraZeneca e já começou a imunizar novos profissionais de saúde que atuam em hospitais, UPAs e serviços de pronto-atendimento. O prefeito Guti foi conferir de perto os imunobiológicos, junto com o secretário da Saúde, José Mario Stranghetti Clemente​, e disse que o início da campanha na cidade é um grande passo para que possamos ficar livres do novo coronavírus.


Diferentemente do que aconteceu com a Coronavac, em que houve necessidade de reservar metade das 13.680 vacinas recebidas para garantir, daqui a duas ou três semanas, a aplicação da segunda dose no público imunizado, os imunobiológicos da AstraZeneca serão utilizados em sua totalidade, uma vez que a reaplicação deles só deverá ocorrer em três meses. “Temos certeza de que durante esse período receberemos mais vacina para completar o esquema”, explicou Guti.


O prefeito falou também que com essas vacinas da AstraZeneca, mais as doses que Guarulhos recebeu na semana passada, será possível finalizar a imunização dos profissionais de todos os hospitais públicos, UPAs e PAs. “Primeiramente, começamos com os trabalhadores de maior risco e que estão no front da batalha contra o coronavírus. Nos próximos carregamentos, vamos ampliar para os profissionais das UBS. Estamos também vacinando as pessoas dos hospitais privados, para que a gente consiga imunizar o mais rápido possível aqueles que estão na linha de frente, salvando vidas”, disse.


Depois que forem vacinados todos os profissionais da área de saúde, terá início a imunização da população idosa. “A outra boa notícia é que já está na área de despacho do Aeroporto Internacional de São Paulo uma enorme quantidade do insumo farmacêutico ativo (IFA), que é a matéria-prima para a produção de milhões de vacinas pelo Instituto Butantan. E aí a gente vai conseguir imunizar a população de maneira geral, começando por aqueles de 75 anos ou mais, de acordo com o Plano Nacional de Imunização”, explicou Guti.


Até lá, a população deverá observar rigorosamente as medidas protetivas, lembrou o secretário da Saúde. “Não podemos relaxar de jeito nenhum. A vacinação é o início da solução, mas temos muito ainda a caminhar. É fundamental que mantenhamos as máscaras, o distanciamento social, evitemos ir a festas e às praias sem máscara. A pandemia está longe de acabar. Hoje, 25% dos internados em leitos hospitalares da cidade são pessoas entre 30 e 55 anos”, destacou.


José Mário, que é médico, explicou que a primeira dose desta vacina da AstraZeneca já produz certa imunidade, o que não acontece com a CoronaVac. Otimista com o início da campanha, o prefeito Guti disse que enquanto todos os moradores de Guarulhos não forem imunizados, ele não tomará a vacina. Na nossa cidade não terá esquema para furar a fila. Começamos quarta-feira passada à noite e praticamente já vacinamos todos aqueles que a quantidade do primeiro lote de CoronaVac nos permitiu imunizar. Vamos prosseguir em ritmo acelerado, torcendo para chegar mais vacina”, frisou.


O primeiro profissional de saúde vacinado em Guarulhos com a dose da AstraZeneca foi o cirurgião buco-maxilar Marcelo Rodrigues dos Santos, de 39 anos, que atua no Hospital Municipal de Urgências (HMU). A imunização no HMU teve início por volta das 16h30 desta terça-feira.