Segunda Feira, 19 de Abril de 2021

Primeiro vacinado no Bosque Maia não vê a hora de fazer um 'joguinho' na lotérica

Denir Oliveira, de 91 anos, chegou cedo e recebeu a primeira dose da vacina contra o coronavírus

Por Fotos: Paulo Manso

08 de Fevereiro de 2021 as 11:01

O primeiro dia de vacinação contra o coronavírus reúne, simultaneamente, dezenas de carros enfileirados no Bosque Maia. O primeiro a ser imunizado foi Denir de Oliveira, de 91 anos, que quer se ver livre da pandemia para fazer um 'joguinho' na lotérica.

Ao GuarulhosWeb, o aposentado mostra chateação pela temporada sem poder sair às ruas. Contudo, aguarda ansiosamente pela segunda dose da Coronavac. "Vou tomar a primeira e espero tomar a segunda. Espero que venha logo pra gente ficar livre dessa pandemia. Um ano dentro de casa não é preso", afirma Denir.

Morador de Guarulhos há mais de 60 anos, o fluminense de Resende e pai de três filhos tem um motivo especial para aguardar ansiosamente o fim da pandemia, que tirou boa parte da rotina dos brasileiros. Vamos ver se agora se é possível normalizar e se eu posso fazer um joguinho na lotérica", completou.


Drive-thru segue até o fim da tarde


O drive-trhu do Bosque Maia funcionará entre 9h e 17h de segunda a sexta-feira. Nesta semana, idosos com mais de 90 anos poderão ser vacinados, basta comparecer ao local portando CPF, cartão SUS (se houver) e documento com foto. Os trabalhadores de saúde também precisarão apresentar documento que comprove a profissão.

Na próxima semana, o mutirão acontecerá novamente, entretanto o público prioritário será de pessoas entre 85 e 89 anos de idade. Vale ressaltar que o local também oferece um espaço para quem não vai ao local de carro. Há uma fila para pessoas que se deslocam a pé até o parque municipal.


Vacinação exige paciência


A fila de veículos, iniciada quase na chegada do Habib's, próximo à avenida Salgado Filho, invade o MCdonald's, na esquina das avenidas Paulo Faccini e Tiradentes. Portanto, as famílias precisam demonstrar certa paciência no aguardo da tão esperada vacina contra o vírus que vitimou mais de 200 mil pessoas no Brasil.