Domingo, 18 de Abril de 2021

Mentoria de Projetos, do Festival Filme Possível, tem inscrições abertas até este domingo

Atividade gratuita, ministrada por um produtor e um roteirista experientes, é a oportunidade de produtores tirarem a ideia do papel

Por Redação GuarulhosWeb

11 de Fevereiro de 2021 as 12:03

O setor de audiovisual em Guarulhos tem amadurecido nos últimos anos e aumentado o número de produções independentes, porém artistas e realizadores ainda enfrentam diversas dificuldades em financiar e lançar as obras comercialmente. A fim de ajudar esse público a entender o que falta para tirar alguns projetos do papel, o Festival de Cinema FILME POSSÍVEL tem inscrições abertas para a “Mentoria de Projetos”, atividade que tem o objetivo de amadurecer processos de produção.

“Há muita gente com vontade de produzir audiovisual. A Mentoria tem a intenção de fornecer ferramentas para viabilizar esses projetos. Aproximar esses realizadores do mercado”, explica o produtor e cineasta Guilherme Severo, idealizador do festival e que vai ministrar a Mentoria ao lado do roteirista e dramaturgo Cadu Machado.


[CONFIRA AQUI A ENTREVISTA COM GUILHERME E CADU]


As inscrições são gratuitas e vão até o dia 14 de fevereiro. O Festival de Cinema FILME POSSÍVEL é um evento 100% online viabilizado pelo Funcultura de Guarulhos e pela Lei Aldir Blanc. Para participar, os interessados precisam acessar ESTE LINK e apresentar o projeto (uma sinopse, argumento ou roteiro) no qual estão trabalhando. São apenas 10 vagas disponíveis.

“Nós teremos encontros coletivos e individuais. Vamos dar uma olhada cuidadosa em todos os projetos. Por isso a necessidade de serem 10 vagas. É uma oficina muito prática. Os autores dos projetos têm o compromisso de voltar, reescrever e mexer o tempo todo na obra. Importante ressaltar que receberemos projetos em desenvolvimento. Não pegaremos algo já em andamento, com filmagem”, aponta Guilherme.

Para Cadu Machado, o olhar externo nesta fase do desenvolvimento é importante para corrigir eventuais rotas erradas. “Quando você tem algum projeto em fase pré-filmagem é importante esse olhar externo e um feedback assertivo. Durante a Mentoria vamos pedir mais coisas escritas dos alunos. Quanto mais material eles tiverem, melhor será o rendimento”, explica. “Temos certo conhecimento prático do mercado. A Mentoria é diferente dos cursos neste sentido: ela é mais palatável, traz problemáticas reais. E o fato de eu e o Guilherme sermos até certo ponto antagônicos na estrutura produtiva [o produtor é mais ‘pé no chão’, traz o roteirista para a realidade orçamentária, por exemplo] dá uma possibilidade muito boa de crescimento para os participantes, muito próximas do que eles encontrarão no mercado”.


Pitching de encerramento

Os 10 projetos mentorados participarão, no encerramento da atividade, de um pitching junto a profissionais do mercado audiovisual. “Vamos preparar esses projetos para apresentar ao mercado. Dependendo de como eles estiverem, vamos convidar pessoas com perfil para avaliar, dar feedbacks e, até mesmo, fechar algum deles pra valer”, afirma Guilherme.

“É o melhor dos cenários: se o participante conseguir viabilizar seu filme no fim. Mas só de ele ter essa possibilidade de networking, de se aproximar do mercado, de ter seu projeto analisado, já é muito importante. Aprender a vender a sua ideia é uma etapa importante. Dá autonomia ao realizador”, diz Cadu.

A Mentoria de Projetos vai fazer os realizadores entenderem quais são as possibilidades reais de cada um, para adequar uma formatação e chegar mais longe. “O fato de ser gratuito é também uma tremenda oportunidade, já que mentorias como essa são bem caras por aí”, pondera Guilherme.


Quem são os mentores

Guilherme Severo é formado em cinema pela FAAP em 2009. Entre 2006 e 2009 desempenhou diversas funções na realização de 26 curtas-metragens, alguns premiados em importantes festivais nacionais e internacionais. Após experiências nas áreas de produção de grandes produtoras fundou sua primeira produtora em 2011, como produtor executivo, realizou mais de 300 trabalhos entre publicidade online e off-line, vídeo clipes, curtas premiados e longas-metragens. Hoje a frente da empresa produtora Animal Filmes realiza produções no Brasil e fora do Brasil, é produtor associado e diretor de produção do longa ficção “30 Anos Blues” (2019), vencedor do prêmio do júri no 47º Festival de Gramado.


Cadu Machado é roteirista e dramaturgo. Jornalista de formação, estudou filmmaking na NYFA (New York Film Academy) e dramaturgia na SP Escola de Teatro. Escreveu a telenovela "Malhação - Viva a diferença" (TV Globo) de Cao Hambúrguer, vencedora do prêmio ABRA e do EMMY Kids International, duas temporadas da série "Sessão de Terapia" (GNT/Globoplay) dirigida por Selton Mello, e o longa metragem Eureka, de Michael Ruman. Foi também criador do programa "Arrasta Móveis" (GNT) e redator do "Caldeirão do Huck" (TV Globo).


Serviço

Festival de Cinema “FILME POSSÍVEL”

Mentoria de Projetos, com Guilherme Severo e Cadu Machado

Inscrições gratuitas abertas até 14/02

Carga horária de 50 horas: 5 encontros de 2 horas e 20 encontros individuais de 2 horas. Duração: 1 mês e meio.

Informações sobre as demais atividades do festival: http://www.filmepossivel.com.br