Quinta Feira, 22 de Abril de 2021

Vôlei Guarulhos fará seletiva para meninos de 17 a 20 anos

Saiba como participar da avaliação

Por Foto: Duda Barros

15 de Março de 2021 as 15:55

Estão abertas as inscrições para a seletiva 2021 do projeto VVG Base, categoria de desenvolvimento do Vedacit Vôlei Guarulhos, para adolescentes com idade entre 17 e 20 anos. A seletiva estará dividida em três fases, somente para moradores da Capital e Grande São Paulo: (Fase 1 – até 20/3) envio de currículos, onde os interessados terão que comprovar matrícula escolar no ano letivo e endereço residencial; (Fase 2 – de 26 a 29/3) os aprovados receberão vídeos, com a participação dos atletas adultos do VVG, pedindo que realizem determinados fundamentos e encaminhem seus próprios vídeos; (Fase 3 – à definir) será realizada presencialmente, no Ginásio da Ponte Grande (Guarulhos), quando ocorrerá a peneira final.

Como participar da primeira fase da seletiva

  Os interessados devem enviar até o dia 20/3 o currículo para o e-mail vvgbase@yahoo.com.br contendo as seguintes informações: Nome completo; data de nascimento; altura; peso; envergadura; endereço completo; clubes que participou; títulos (se tiver); nome do responsável; telefone/contato; descrever o objetivo de vida como atleta.

   Os requisitos para passar para a próxima fase 2: ter nascido entre 2001 e 2004; estar cursando regularmente o ensino médio; morar nas regiões de Guarulhos, São Paulo Capital, ABC, cidades da Grande São Paulo, de fácil locomoção até a sede do VVG, localizada no Ginásio da Ponte Grande (Guarulhos).

   Não serão aceitos currículos após as 0:00 do dia 20 de março de 2021. 

 

Vedacit Vôlei Guarulhos terá um time Sub-21

   Todo o trabalho da seletiva do VVG Base será acompanhado pelo técnico Flávio Tavares, ex-Clube Pinheiros, 37 anos, que assumirá o cargo a partir deste ano. Formado em Comunicação Social e Educação Física. Em atuou na Seleção Paulista Feminina de Voleibol, sendo 2019 Campeão Paulista Infanto-juvenil e Vice-Campeão Paulista Juvenil, como assistente técnico. Tavares chega no VVG para ajudar no objetivo principal do projeto que é revelar talentos e mostrar o potencial de inclusão social pelo esporte. “Meu objetivo é transformar vidas através do esporte. Lapidar novos talentos para o vôlei e buscar resultados expressivos nas categorias de base, formando além de atletas, cidadãos.