Sexta Feira, 23 de Abril de 2021

Longa metragem 'Narrativas do pós' discute futuro das obras a partir de imagens de arquivo

Filme estreia nesta semana e será exibido gratuitamente no Youtube do festival Filme Possível

Por Redação GuarulhosWeb

16 de Março de 2021 as 13:53

O Festival de Cinema “Filme Possível”, evento 100% online e gratuito viabilizado pelo Funcultura de Guarulhos e pela Lei Aldir Blanc, exibe o longa-metragem “Narrativas do Pós”, em seu canal no YouTube, a partir das 19h desta quarta-feira, 17/03. A produção ficará disponível na plataforma até o dia 24 de março.

“Narrativas do Pós”, dos diretores Jairo Neto e Graubi Garcia, conta histórias de escritores afetados pela pandemia do novo coronavírus. Curiosamente, o projeto foi originado antes mesmo do surto de Covid-19. Ainda no fim de 2019, Neto e Garcia decidiram entrevistar autores brasileiros de ficção científica e especulativa, em uma tentativa de entender os processos criativos destes profissionais.

“Porém, com a pandemia de Covid-19 estourando em 2020, pausamos e repensamos tudo. Focamos nos desafios de se criarem histórias durante - e após - uma pandemia global”, explicou o diretor Jairo Neto.

O longa discute como contar histórias de ficção daqui por diante e parte dos princípios do pensamento científico, de obras que previram (ou não) o futuro, desde Arthur C. Clarke até Margaret Atwood, até os desafios de se criarem histórias em um mundo em constante transformação.

Jairo ainda destacou que antes de “Narrativas do Pós”, já havia trabalhado em outros documentários cujos temas também eram contação de histórias e narrativas fantásticas, como foram os casos de “Eu Sou o Coração do Carnaval” e “Caçadores de Assombração”. 


Dificuldades

Apesar de a pandemia, no final das contas, ter sido a catalisadora do projeto, os diretores enfrentaram várias barreiras para tirar o filme do papel. De acordo com Jairo, houve muitas restrições durante as gravações, principalmente, entre abril e maio de 2020, quando as medidas de distanciamento social eram bem rígidas.

“Tivemos que optar por um sistema remoto de gravações com os entrevistados. Muitas pessoas não toparam participar das entrevistas pela ansiedade causada na quarentena. As gravações na rua foram feitas por parceiros, seguindo todos os protocolos de segurança, quando a cidade de São Paulo estava completamente vazia”, recordou o diretor.

Jairo também salientou que a própria “avalanche” de notícias sobre o surto provocou muitas mudanças no roteiro original. “Vimos a importância de incluir as falas absurdas dos governantes para criar um paralelo com as histórias de ficção científica, que, de certa forma, dialogavam com a nossa situação. Foi um processo exaustivo”, admitiu.

Neto também enalteceu o trabalho de pesquisa e montagem do codiretor Graubi Garcia - um processo que durou meses. “Criamos uma série de bancos de imagens e filmes que fomos cruzando, filtrando e decupando de acordo com as imagens. Era importante também trazer depoimentos plurais e que tentassem trazer uma diversidade ao longa-metragem”, completou.


Debate

Após a exibição de estreia, no dia 17 de março, haverá um debate sobre o filme entre os diretores Jairo Neto e Graubi Garcia com a crítica de cinema, curadora e roteirista Lorenna Montenegro. Tudo gratuito e ao vivo, pelo Youtube do Festival Filme Possível.


Serviço

Exibição do longa metragem "Narrativas do Pós” (Jairo Neto e Graubi Garcia)

Estreia: 17 de março, às 19h (disponível até 24/03)

Onde assistir: Canal do Festival FILME POSSÍVEL no YouTube

 

Sobre os diretores

Jairo Neto já dirigiu os documentários "Caçadores de Assombração" e "Eu Sou o Coração do Carnaval", selecionados para festivais na Europa e no Brasil, como Mostra Sesc de Cinema e In-Edit Brasil. Em 2020 recebeu o prêmio Funarte Respirarte pelo vídeo "Sou a Tigresa" (2020) e atuou como produtor criativo nas séries documentais AmarElo para o GNT e Vai Por Elas para o Discovery Channel Brasil. Sua dissertação de mestrado foi publicada em 2019 sobre o uso de narrativas em primeira pessoa em documentários sul-americanos. Em 2017 teve um projeto selecionado no marketplace da DocSP com a produtora Lente Viva.


Graubi Garcia é editor e diretor de documentários. Além de editar "Narrativas do Pós" (2020), também editou Amanhã (curta) (2020) e MI: NU: TE, S (curta) (2017), e também "Caçadores de Assombração" e "Eu Sou o Coração do Carnaval". Em 2010 editou a série documental Brasileirão Petrobras, ganhando elogios da crítica. Também editou peças publicitárias para marcas como Netflix, Globo Play, entre outras.