Polícia

Adolescente de 15 anos mata pai ao defender a mãe durante briga do casal

Uma mansão dentro de um condomínio de luxo no município de Valinhos, na região de Campinas, no interior de São Paulo, foi palco de uma tragédia na tarde desta terça-feira. Um adolescente de 15 anos é apontado como o responsável pela morte do próprio pai, Fabricio Cesar de Oliveira, ao tentar defender a mãe durante uma briga do casal.

Informações iniciais dão conta de que o garoto atirou no pai para proteger a mãe, que seria vítima de violência doméstica. A vítima tentou entrar no próprio carro pra pedir socorro, mas não resistiu aos ferimentos. Ele foi atingido por três tiros de pistola. Ao ouvir os disparos, um dos vizinhos chamou a polícia.

A mulher e o filho foram levados à delegacia para prestar depoimento no início da noite. Testemunhas teriam informado a polícia que o empresário morto, além de agredir a mulher, também torturava psicologicamente filho e ela.

A vítima colecionava armas. Havia na mansão uma coleção de oito armas. Todas com certificado de registro, de acordo com a polícia. Fabricio era atirador esportivo. Ainda segundo dados preliminares da polícia, a coleção de armas incluía um fuzil e uma metralhadora. A polícia ainda vai verificar o calibre usada pelo garoto para atingir o pai.