Início » AIE: crise de energia causa migração para petróleo e demanda pode subir com força
Estadão

AIE: crise de energia causa migração para petróleo e demanda pode subir com força

O salto nos preços de gás natural e de carvão está forçando geradoras de energia e fabricantes a passar a utilizar petróleo, num movimento que poderá impulsionar significativamente a demanda pela commodity, segundo avaliação da Agência Internacional de Energia (AIE).

Em relatório mensal publicado nesta quinta-feira, 14, a AIE elevou suas previsões para a alta na demanda mundial por petróleo em 2021 em 170 mil barris por dia (bpd), a 5,5 milhões de bpd, e em 2022 em 210 mil bpd, a 3,3 milhões de bpd, mas acrescentou que a crise de energia em andamento poderá acrescentar 500 mil bpd à demanda entre setembro e o primeiro trimestre do próximo ano.

O aumento significa que a AIE espera que o consumo de petróleo ultrapasse níveis pré-pandemia de covid-19 em 2022.

No documento, a entidade com sede em Paris cortou sua projeção de alta na oferta mundial fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em 2021 em 100 mil barris por dia (bps), a 390 mil (bpd). Para 2022, a previsão para o incremento na oferta também foi reduzida em 100 mil, a 1,8 milhão de bpd.

Ainda de acordo com a AIE, a produção da Opep+ – grupo formado pela Opep e dez parceiros, incluindo a Rússia – teve expansão de 500 mil bpd em setembro.

A AIE também informou que os estoques de petróleo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sofreram redução de 28 milhões de barris em agosto, a 2,82 bilhões. O volume ficou 162 milhões de barris abaixo da média do período pré-pandemia de 2015 a 2019. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentar

Clique aqui para comentar