Início » Amor faz com que animais se transformem em membros da família
Pet

Amor faz com que animais se transformem em membros da família

Estudos realizados em vários países comprovam que conviver com animais faz bem para a saúde física e emocional das pessoas

"Semanalmente levo o Billy para tomar banho no pet shop. Além disso, dou atenção especial com toda a higiene dos objetos dele, como cobertores e a casinha, e tenho o cuidado, também, de aquecer a ração nos dias mais frios e trocar a água diariamente". A rotina da estudante de jornalismo, Larissa Nunes, dona do cão maltês de um ano, reforça a crescente participação dos animais de estimação no cotidiano dos guarulhenses.

Estudos realizados em vários países comprovam que conviver com animais faz bem para a saúde física e emocional das pessoas. Especialistas de diversas áreas reconhecem que os animais melhoram a qualidade de vida, promovem o bem-estar e aumentam as defesas orgânicas. Além disso, os benefícios físicos incluem a liberação de hormônios ligados à sensação de prazer e contentamento, a produção de substâncias que controlam a pressão arterial e outras que estimulam a memória.

Mas, enganam-se aqueles que pensam que toda essa atenção só é dada para aqueles animais que possuem pedigree. A jornalista Beatriz Mendes é dona da Nina, um vira-lata de oito anos, e garante que todo o cuidado que os demais cachorros recebem também é concentrado para o seu animal. "A Nina também vai ao pet shop como os demais cachorros e recebe o mesmo tratamento. Nós optamos por ela e foi uma excelente escolha, ela é super carinhosa e saudável", ressaltou Beatriz.

Para alguns, o bichinho é mais do que parte da família, como é o caso da representante comercial, Paula Oliveira, que resolveu, no ano passado, tatuar uma foto da sua cachorra da raça dachshund. "Eu tenho dez tatuagens e todas elas têm um significado muito especial para mim, e a Cherry não podia ser diferente. Amo tanto aquela pequena e nós temos uma sintonia tão boa que achei que deveria levar ela comigo pra onde eu for por isso resolvi tatuá-la em mim", afirma Paula.

Felinos também conquistam espaço nos lares de Guarulhos

E não são somente os caninos, os preferidos entre os guarulhenses. "O Steve é um membro da família e mesmo se pensamos em viajar, por exemplo, ele faz parte de todo o planejamento", afirmou Márcia Sales, dona do gato de três anos.

Outra amante dos felinos é a vereadora Luiza Cordeiro que, mesmo morando em um apartamento, encontra espaço para os seus dois gatos Pituca, siamesa de 17 anos, e Pingo, vira-lata de 16 anos. "Tenho cuidado especial com a alimentação e higiene diárias. Além disso, a cada um mês levo eles ao pet shop para tomarem banho e dar uma geral, ver se está tudo bem. E lógico, muito carinho, atenção e interação", ressaltou Luiza Cordeiro. A vereadora é responsável por três projetos sancionados pelo Executivo referente ao cuidado com os animais. O primeiro é a lei 5.923/03 que institui o "Programa Bicho Legal – Adote um animal"; o segundo é a lei 6992/2012 que institui em Guarulhos o Projeto Aves Urbanas.

Comentar

Clique aqui para comentar