Estadão

Arrascaeta marca no fim, Flamengo vence Vasco e fica com vantagem nas semifinais

Um gol de Arrascaeta aos 44 minutos do segundo tempo deu a vitória ao Flamengo sobre o Vasco, por 2 a 1, neste domingo à tarde, no Engenhão, em duelo válido pela 10ª rodada da Taça Guanabara. A suada vitória deu ao rubro-negro, com uma rodada de antecedência, a segunda posição, com 23 pontos, e a vantagem de jogar por dois empates nas semifinais.

O Vasco, com 19 pontos, segue em terceiro lugar, na frente do Botafogo. Os dois já estão classificados nas semifinais, porém, ainda com posições incertas. O Botafogo vai fechar a rodada, nesta segunda-feira, diante do lanterna Volta Redonda.

Pelo regulamento, o cruzamento será entre o primeiro colocado, o Fluminense, que tem 27 pontos e levou o título da Taça Guanabara no sábado, contra o quarto colocado. O Flamengo vai enfrentar o terceiro colocado.
A última rodada deve ter todos os jogos importantes confirmados para o próximo domingo no mesmo horário a partir das 16 horas. O Flamengo vai sair diante do Bangu, enquanto o Vasco vai receber o Resende. Antes disso, o Cruzmaltino volta a campo na quarta-feira diante do Juazeirense-BA, indo até o interior da Bahia, pela segunda fase da Copa do Brasil. Na primeira fase, o Vasco eliminou a Ferroviária, vencendo por 1 a 0, em Araraquara (SP).

Em um camarote do Engenhão esteve o auxiliar técnico da seleção brasileira, Cléber Xavier. Na próxima sexta-feira o técnico Tite volta a convocar a seleção para dois jogos das Eliminatórias da Copa do Catar, para os jogos contra a Bolívia e o Chile.

O JOGO – O técnico Paulo Sousa vai ter um mês tranquilo em relação a jogos, por isso, escalou o Flamengo com sua força máxima, no esquema 4-4-2. O rubro-negro começou com intensidade, empurrando o Vasco para seu campo de defesa. O gol também saiu rápido, dando tranquilidade.

A jogada começou com Willian Arão dividindo com a defesa pelo lado direito e depois levantando na medida para a cabeçada de Filipe Luís, aos 10 minutos. É o primeiro gol dele em sete jogos nesta temporada. Foi bastante comemorado.

Armado por Zé Ricardo no esquema 4-5-1, o Vasco era muito lento para sair da defesa. Demorava muito a bola chegar até aos pés de Getúlio, único atacante. Mas o Vasco equilibrou as ações em campo, tendo quase a mesma posse de bola que o rival. Sinal de que na parte final da etapa inicial, os vascaínos encaixaram a marcação. A sua melhor chance aconteceu aos 30 minutos, numa cabeçada de Zé Gabriel, que exigiu grande defesa de Hugo Souza. Ele saltou do lado e deu um tapa para afastar a bola.

O Flamengo começou o segundo tempo com seus dois volantes amarelados: Willian Arão e Andreas Pereira. Aos cinco minutos, o Vasco acertou o contra-ataque tão esperado por seu técnico. Andreas Pereira, do Flamengo, perdeu a bola que ficou com Gabriel Pec. Ele arrancou desde seu campo defensivo e perto da grande área soltou uma bomba de pé direito. O chute cruzado passou por cima do goleiro Hugo Souza e a bola ainda tocou na trave antes de balançar as redes.

Andreas Pereira passou a ser xingado pela torcida pela falha e aos 10 minutos foi substituído por João Gomes. O meia Vitinho também entrou no lugar de Everton Ribeiro. Após a parada técnica, o Flamengo voltou com mais duas trocas agressivas: Rodinei no lugar de Matheuzinho e o atacante Pedro no lugar do volante Willian Arão.

Mas o jogo continuou equilibrado e com os dois times não finalizando. Somente aos 35 minutos é que Paulo Sousa chamou Marinho, que estava ansioso na área de aquecimento. A torcida flamenguista também gostou nas arquibancadas. A troca, embora tardia, foi arrojada, com a saída do zagueiro Fabrício Bruno.

O Vasco se encolheu todo, abrindo mão até de contra-atacar. O bloqueio defensivo funcionou até os 44 minutos, quando aconteceu o imponderável: Arrascaeta marcou o segundo gol. Ele recebeu a bola na frente da área, ajeitou e bateu colocado no canto alto de Thiago Rodrigues, que saltou sem sucesso. Quarto gol dele no Cariocão.

Os vascaínos reclamaram de um lance anterior, quando houve após um levantamento na área do Flamengo houve um toque de braço na bola de João Gomes. Seria um pênalti e deveria ser consultado no VAR, mas isso não aconteceu. A choradeira continuou ao final do jogo, quando o árbitro Rafael Martins de Sá foi cercado por jogadores vascaínos.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 1 VASCO

FLAMENGO – Hugo Souza; Matheuzinho (Rodinei), Fabrício Bruno (Marinho), David Luiz e Filipe Luís; Willian Arão (Pedro), Andreas Pereira (João Gomes), Arrascaeta e Everton Ribeiro (Vitinho); Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Paulo Sousa

VASCO – Thiago Rodrigues; Léo Matos, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Zé Gabriel (Andrey dos Santos), Juninho (Luiz Henrique), Nenê e Gabriel Pec (Jhon Sánchez) e Riquelme (Figueiredo); Getúlio (Raniel). Técnico: Zé Ricardo.

GOLS – Filipe Luís, aos 10 minutos do primeiro tempo. Gabriel PEC, aos 5 e Arrascaeta, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rafael Martins de Sá

CARTÕES AMARELOS -Willian Arão, Arrascaeta e Andreas Pereira (Flamengo). Juninho, Figueirense e Anderson Conceição (Vasco).

RENDA -R$ 691.103,00.

PÚBLICO – 19.340 pagantes (20.186 total).

LOCAL – Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).