Início » Atividade industrial cai 4,5% em 2012
Economia

Atividade industrial cai 4,5% em 2012

Resultado é o pior da série com exceção de 2009, quando o índice apontou variação negativa de 7,2% para aquele ano, aponta pesquisa da Fiesp e do Ciesp

A atividade da indústria paulista registrou queda de 4,5% em 2012 na comparação com 2011, mostrou o Indicador de Nível de Atividade (INA), apurado pela Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), nesta quinta-feira (31/01).

Na leitura mensal, o INA registrou quedas de 0,3% em dezembro, ante novembro, e 0,8% em novembro, versus outubro, na comparação com ajuste sazonal. Sem o ajuste, no entanto, a atividade da indústria caiu 12,7% em dezembro e 4,7% em novembro, em relação ao mês imediatamente anterior.

Segundo o levantamento de conjuntura da Fiesp, a queda do indicador em 2012 na comparação com 2011 foi acompanhada por perdas de 3,5% no item Horas Trabalhadas na Produção, 3,3% em Horas Médias Trabalhadas e 0,7% no Total de Horas Pagas.

Dezembro
O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) manteve-se praticamente estável em 82% em dezembro, versus 81,7% em novembro do ano passado, na leitura com ajuste sazonal. Sem ajuste, o componente apresentou ligeira queda de 82,8% em novembro, versus 79,6% em dezembro.

Na comparação de dezembro com novembro, a atividade industrial nos setores de Produtos Têxteis, de Veículos Automotores, de Celulose, Papel e Produtos de Papel e de Produtos Químicos, Petroquímicos e Farmacêuticos apontaram ganhos de 7,4%, 1,3%, 0,3% e 4,3%, respectivamente.

Já na leitura de novembro ante outubro, os quatro segmentos apresentaram queda. A atividade no grupo Produtos Têxteis caiu 1,8% no mês, enquanto o item Veículos Automotores diminuiu 2,8%. O segmento de Celulose, Papel e Produtos de Papel registrou variação negativa de 0,2% em novembro, enquanto a atividade em Produtos Químicos, Petroquímicos e Farmacêuticos anotou baixa de 2,5%.

Expectativa
percepção geral dos empresários com relação ao cenário econômico no mês de janeiro, medida pelo Sensor Fiesp, melhorou: 49,8 pontos contra 45 pontos em dezembro.

A sondagem com relação ao item Mercado também apresentou uma melhora de cinco pontos e chegou a 52,8 pontos, versus 47,2 pontos em dezembro. O mesmo aconteceu com o indicador Vendas, que também subiu de 38,9 pontos no mês passado para atuais 49,8 pontos.

O indicador de Estoque caiu para 44,4 pontos em janeiro, ante 45,7 pontos em dezembro, enquanto o Emprego subiu para 50,6 no mês corrente, contra 44,8 pontos no mês anterior.

A percepção dos empresários quanto ao Investimento também apresentou melhora, passando de 48,4 em dezembro para 51,5 em janeiro.

Com exceção do item Estoque, resultados do Sensor acima de 50 pontos revelam expectativas positivas.

Comentar

Clique aqui para comentar