Estadão

Avião de Almir Sater é roubado durante arrastão em aeroclube em MS

Três aeronaves foram roubadas do Aeroclube da cidade de Aquidauana (MS), a 135 quilômetros de Campo Grande. Um dos donos é o cantor e compositor sul-matogrossense Almir Sater e as outras duas vítimas são empresários da região. Cada um dos aviões é avaliado em cerca de R$ 180 mil.

Pelo menos 18 pessoas, algumas com sotaque espanhol, renderam o vigia e seus filhos no local, por volta das 2h30 da madrugada desta segunda-feira, 6. Primeiro, cinco deles invadiram o aeródromo e renderam o segurança, que foi obrigado a abastecer cinco aeronaves. Pouco depois, mais 13 pessoas entraram.

A tentativa foi de levar cinco aeronaves, mas o grupo conseguiu decolar apenas três. Investigações preliminares indicam que o rumo dos aviões tenha sido o país vizinho, Bolívia. O Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil está acompanhando o caso.

Titular da delegacia, a delegada Ana Cláudia Medina não descarta que o roubo possa ter relação com o tráfico de drogas, mas comentou que haverá também cruzamento de informações para definir se há ligação, inclusive, com o assalto a agências bancárias na cidade de Araçatuba (SP), na semana passada.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa de Almir Sater, que não se manifestou. À imprensa local, o cantor, que está em sua fazenda no Pantanal, comentou que a aeronave é usada apenas para serviços da propriedade e que espera que a polícia tenha sucesso em encontrar os aviões.