Estadão

BC inclui instituições de pagamento em ranking de reclamações

O Banco Central (BC) alterou o Ranking de Reclamações e incluiu as instituições de pagamento entre os participantes, além dos bancos e financeiras. Além disso, a autarquia ampliou a lista de maiores instituições, para "Top 15". Até então, o BC tinha um ranking para os 10 maiores bancos e financeiras em número de clientes e outra lista para os demais.

O ranking, que é formado a partir de reclamações do público nos canais de atendimento do BC, é divulgado trimestralmente.

Nesta quinta-feira, 20, às 14h30, o órgão irá publicar a edição do quarto trimestre de 2021 em sua página na internet.

O índice de reclamações é calculado com base no número de reclamações consideradas procedentes, dividido pelo número de clientes da instituição, multiplicado por 1.000.000. Na prática, quanto maior o índice, pior a classificação da instituição.

Em nota, o BC justificou a inclusão das instituições de pagamento devido ao aumento de relevância no mercado e também das reclamações. "As IPs têm se tornado cada vez mais relevantes no mercado, tanto em termos de produtos e serviços ofertados, quanto em razão do aumento crescente de sua base de clientes e das reclamações recebidas pelo BC."

Sobre a ampliação do "Top 10" para "Top 15", a autoridade monetária argumentou que o acréscimo de cinco entidades no grupo busca evidenciar um "retrato mais completo" do mercado atual, que, segundo BC, é cada vez mais dinâmico. "O segmento das Demais instituições permanece contemplando as entidades que não estão no rol das maiores e que tenham 30 ou mais reclamações reguladas procedentes encerradas no período."