Estadão

Biden discute plano de US$ 3,5 trilhões em investimentos com congressistas

Um dia após os democratas no Comitê de Orçamento do Senado chegarem a um acordo orçamentário que prevê US$ 3,5 trilhões em investimentos na próxima década, a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta quarta-feira, 14, que o presidente americano, Joe Biden, foi ao Congresso para discutir o tema com parlamentares.

O plano trilionário, que prevê gastos em áreas como saúde pública e mudanças climáticas, enfrenta resistência de republicanos e de membros da ala fiscalista do Partido Democrata. A legenda governista tem uma maioria apertada no Senado, de apenas um voto, o que não deixa espaço para deserções.

Durante a coletiva, Psaki revelou também que Biden se encontrará hoje com governadores e prefeitos, dos dois partidos, para discutir o pacote de investimentos na infraestrutura americana. Sobre o coronavírus, ela destacou que a variante delta é uma "ameaça" aos cidadãos de todas as idades.

A porta-voz comentou ainda os protestos recentes em Cuba contra o governo local. Segunda ela, os EUA apoiam o direito dos cubanos à manifestações. Psaki destacou que o governo Biden ainda revisa a política implementada pela gestão anterior, de Donald Trump, para a ilha caribenha, mas garantiu que os atos terão "impacto" na posição oficial.

Questionada sobre o Irã, Psaki disse que a Casa Branca segue comprometida com as discussões diplomáticas por uma possível retomada do acordo nuclear.