Início » Bolsas da Europa fecham em queda com incerteza sobre economia global
Estadão

Bolsas da Europa fecham em queda com incerteza sobre economia global

As bolsas da Europa fecharam em queda nesta quarta-feira após a divulgação de dados de atividade da China abaixo do esperado por analistas reforçar o cenário de incerteza sobre a economia global. Ações de energia, contudo, foram beneficiadas pela alta no preço do petróleo e avançaram. Nesse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia com perda de 0,80%, a 463,91 pontos.

Em Londres, o FTSE 100 teve baixa de 0,25%, a 7.016,49 pontos, na mínima do dia. Os papéis da petroleira BP, contudo, subiram 3,08% e as da Royal Dutch Shell, 1,65%. Na visão do analista-chefe de mercados da CMC, Michael Hewson, as petroleiras têm se beneficiado do aumento de preços do gás natural e do petróleo.

Por outro lado, Hewson afirma que a disparada nos preços de energia em toda a Europa deixa as perspectivas econômicas mais incertas, principalmente porque pode elevar a inflação e forçar uma atuação dos bancos centrais. "O fato é que a recuperação que parecia tão sólida há alguns meses está começando a dar sinais de desaceleração acentuada", diz o economista.

Na China, maior economia do mundo, a atividade econômica também enfrenta obstáculos. As vendas no varejo, impactadas pelo avanço da variante delta, cresceram 2,5% em agosto, na comparação anual, bem abaixo da previsão de 6,3% dos analistas consultados pelo <i>Wall Street Journal</i>.

Por isso, o Citi cortou a projeção para a alta do Produto Interno Bruto (PIB) do país asiático neste ano, de 8,7% para 8,2%.

Também divulgada nesta quarta, a inflação ao consumidor no Reino Unido teve alta anual de 3,2% em agosto.

Em outras praças, o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, recuou 0,68%, a 15.616,00 pontos.

Em Paris, o índice CAC 40 caiu 1,04%, a 6.583,62 pontos. Ligadas ao crescimento econômico, as ações da Renault cederam 0,72% e as da Airbus, 0,40%.

O FTSE MIB, de Milão, por sua vez, perdeu 1,02%, a 25.762,10 pontos.

Nas praças ibéricas, o índice PSI 20, de Lisboa, registrou perda de 0,78%, a 5.347,99 pontos, e o Ibex 35, de Madri, recuou 1,65%, a 8.635,40 pontos.