Início » Bolsas da Ásia fecham sem direção única, após salto de inflação nos EUA
Estadão

Bolsas da Ásia fecham sem direção única, após salto de inflação nos EUA

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção única nesta sexta-feira, 11, à medida que investidores digeriram os últimos dados de inflação ao consumidor (CPI) dos EUA, que está no maior nível em quase 13 anos.

O índice acionário japonês Nikkei teve baixa marginal de 0,03% em Tóquio hoje, a 28.948,73 pontos, enquanto o Hang Seng subiu 0,36% em Hong Kong, a 28.842,13 pontos, o sul-coreano Kospi avançou 0,77% em Seul, a 3.249,32 pontos, e o Taiex se valorizou 0,32% em Taiwan, a 17.213,52 pontos.

Na China continental, os mercados ficaram no vermelho, prejudicados por ações ligadas a consumo e comunicações. O Xangai Composto caiu 0,58%, a 3.589,75 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,60%, a 2.407,93 pontos.

Segundo dados publicados ontem, a taxa anual do CPI dos EUA atingiu 5% em maio, superando as expectativas e tocando o maior patamar desde agosto de 2008.

O indicador americano veio num momento de crescentes temores de que a tendência de alta da inflação global possa levar grandes bancos centrais a retirar estímulos monetários adotados para combater os efeitos da pandemia de covid-19 antes do esperado.

Em Nova York, porém, as bolsas subiram ontem, como novo recorde de fechamento do S&P 500, em meio à avaliação de que as pressões inflacionárias nos EUA são temporárias e de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) não deverá ter pressa de reverter sua postura ultra-acomodatícia. Na quarta-feira (16), o Fed revisa sua política monetária.

Na China, o presidente do PBoC (o BC chinês), Yi Gang, disse na quinta-feira que a instituição irá manter sua política monetária inalterada por entender que a inflação local está sob controle e que o desempenho da economia é razoável. Em maio, a inflação ao produtor chinês também atingiu máxima em quase 13 anos, mas a inflação ao consumidor ganhou força de forma mais controlada.

Na Oceania, a bolsa australiana fechou em nível recorde pelo segundo pregão consecutivo nesta sexta. O S&P/ASX 200 avançou 0,13% em Sydney, ao nível inédito de 7.312,30 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires).