Estadão

Brasil aplicou apenas 66 milhões de doses de reforço contra covid-19

O Brasil chegou a 66 milhões de pessoas com a vacinas de reforço contra a covid-19 neste domingo, 6, o que representa apenas 30,7% da população. A vacinação de reforço é defendida por especialistas como necessária neste momento, de transmissão ainda considerada alta do coronavírus. Ela começou a ser aplicada no País em novembro.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por <b>Estadão</b>, <i>g1</i>, <i>O Globo</i>, <i>Extra</i>, <i>Folha</i> e <i>UOL</i>, em conjunto com as secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal, em balanço divulgado às 20 horas.

Segundo o balanço, o País tem 173 milhões de pessoas com a primeira dose (80,5% da população) e 155,7 milhões com a segunda dose ou o imunizante de dose única (72,5%). Em 24 horas, foram aplicadas 187,5 mil novas doses, das quais 110,7 mil eram de reforço. Nas últimas 24 horas, não ocorreram atualizações nas informações dos Estados do Ceará, Minas Gerais, Paraná, Sergipe e Tocantins.

Cerca de um mês e meio após o início da campanha para a faixa etária, o número de crianças de 5 a 11 anos vacinadas com uma dose está em 9,6 milhões, ou seja, 47,1% do público-alvo. Do total, 292,3 mil também tomaram a segunda dose. Dados compilados pelo Estadão evidenciam que a imunização infantil avança em ritmo lento.

<b>Brasil tem média de 430 mortes por covid-19 diariamente</b>

Com 219 novas mortes por covid-19 registradas nas últimas 24 horas, o Brasil chegou a 652.207 vítimas confirmadas da doença neste domingo. A média móvel de óbitos, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, está em 430, ficando abaixo de 500 pelo quarto dia consecutivo. A média ainda é alta em comparação às duas primeiras semanas do ano, por exemplo, quando estava abaixo de 100.

Em 24 horas, também foram notificados 15.810 novos casos de coronavírus. A média móvel de testes positivos ficou em 40.161. Esse é o quarto dia consecutivo que o número ficou abaixo de 50 mil. O número total de diagnósticos positivos está em 29.045.946. Os dados das últimas 24 horas não incluem o Distrito Federal.