Política

Câmara aprova 37 vereadores e aumento salarial a partir de 2017

Em sessão extraordinária, nesta quinta-feira, 30, a Câmara Municipal de Guarulhos aprovou em primeira discussão o aumento no número de vereadores no Poder Legislativo dos atuais 34 para 37, além do subsídio de R$ 15 031,00 a partir da próxima legislatura em 2017. O acréscimo de parlamentares é possível porque Guarulhos ultrapassou a marca de 1.350.000 habitantes, segundo a última contagem do IBGE. 
 
Também foi aprovada o aumento de verbas mensais de gabinetes para cada vereador, que passa, segundo apuração da reportagem do GuarulhosWeb, de R$ 58 mil para aproximadamente R$ 62 mil. No entanto, líderes das principais bancadas da Câmara defenderam à aprovação dos respectivos Projetos de Lei elaborados pelos integrantes da Mesa Diretora do Legislativo.
 
"São matérias constitucionais. É obrigação da Câmara (Municipal) fixar estes valores. A Constituição (Federal) já garante (o salário do vereador na proporção de) 75% daquele recebido pelo deputado estadual e aumentar o número de cadeiras também é constitucional", defendeu o vereador e líder do PSDB na Câmara, Geraldo Celestino.
 
O tucano também ressaltou a possibilidade de mudança no comportamento dos atuais parlamentares e a independência dos poderes. "Estamos votando matérias que tem que serem votadas. É um desgaste, mas acredito que a classe política precisa mudar o seu comportamento. O vereador tem uma estrutura na Câmara e busca o dobro na Prefeitura", declarou. 
 
Já o parlamentar e líder do Partidos dos Trabalhadores no Poder Legislativo, Samuel Vasconcelos preferiu enaltecer os benefícios que a cidade possa estar obtendo com as novas mudanças no quadro político e também na estrutura organizacional da Câmara Municipal. Ele defende a qualificação estrutural dos processos.
 
"A cidade ganha em não se apequenar em relação à outras (sem revelar quais sejam) e por cumprir a Constituição (Federal). Nós estamos votando para a próxima legislatura e nada mais é que acompanhar o crescimento da cidade que precisa ter mais estrutura, inclusive de seus representantes", finalizou.