Polícia

Canil da GCM auxilia nas buscas pela cadela Pandora

A Inspetoria de Patrulhamento com Cães (Canil) da Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos apoiou nesta sexta-feira (7) as buscas pela cadela Pandora, que desapareceu durante uma conexão no aeroporto de Guarulhos há quase um mês. O cão farejador Sherlock, um bloodhound de um ano de idade, foi responsável por trilhar uma rota no terminal de cargas e em uma mata próxima à rodovia Hélio Smidt em busca do odor coletado na caixa de transporte e no cobertor utilizado pelo pet na viagem.

No terminal de cargas, o cão policial identificou o cheiro dos objetos na área de rampa e na extensão do alambrado até o bicicletário. Já na mata, mais de 600 metros foram negativados por Sherlock não reconhecer o odor coletado.

O tutor da cadela foi contatado para receber as notificações sobre a busca. A equipe do Canil se colocou à disposição e sugeriu novas coletas de odor com mais artigos próprios e bem preservados da cadela, como brinquedos, a fim de garantir um rastro ainda mais apurado para os cães farejadores.

A 1ª inspetora-comandante do Canil, Marta Aparecida, explica que a equipe é treinada para diversos tipos de operações baseadas na habilidade do cão em distinguir um odor específico, inclusive em buscas e resgates. “Nossa equipe sabe a importância dos cães como companheiros na vida de seus donos e está aqui para apoiar no que estiver ao nosso alcance para que a Pandora volte a seu tutor”.