Cidades

Capacitação sobre migrantes e refugiados discute atendimento humanizado

Cerca de 180 pessoas participaram na última semana da capacitação sobre fortalecimento da rede de atendimento a migrantes e refugiados em Guarulhos, que aconteceu no Adamastor. A ação, que reuniu servidores, instituições e estudantes, é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (SDAS) em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (Acnur-SP).

Tendo em vista o trabalho realizado em conjunto entre a SDAS e a Acnur, por meio do Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante (PAAHM), localizado no Aeroporto de Guarulhos, um dos principais temas da capacitação foi o deslocamento forçado no Brasil e no Estado de São Paulo, principais definições legais e marcos normativos. Além disso, fizeram parte dos temas abordados a proteção dos direitos de migrantes e refugiados, garantias de acesso a serviços públicos no município e a reflexão sobre como fortalecer as estruturas existentes para melhor acolhê-los e atendê-los na cidade.

“Foi uma capacitação muito importante, pois essa é uma pauta muito desafiadora para nós, desde a questão do idioma até as outras demandas que cada um traz”, afirmou Heloisa Neres Amaral Carvalho, chefe da Divisão de Proteção Social Básica de Guarulhos.

Participaram do evento representantes da Diretoria Regional da Assistência e Desenvolvimento do Estado de São Paulo – Grande Norte, as Faculdades Integradas de Guarulhos (FIG- Unimesp) e conselhos tutelares de todas as regiões do município, além das secretarias da Saúde, Educação, Direitos Humanos, Justiça, Trabalho, Assuntos de Segurança Pública e Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação.