Estadão

China nega que aumente rapidamente arsenal nuclear, ao rebater relatório dos EUA

Diretor-geral do Departamento de Controle de Armas do Ministério das Relações Exteriores, Fu Cong negou nesta terça-feira que o governo esteja expandindo rapidamente seu arsenal nuclear, embora tenha dito que está tomando medidas para modernizar suas forças nucleares.

Graduado funcionário do controle de armas chinês, Fu afirmou que a China trabalha para garantir que sua força nuclear atenda ao nível mínimo necessário para a defesa nacional. "Sobre as afirmações feitas por autoridades americanas de que a China está expandindo dramaticamente suas capacidades nucleares, primeiro, deixe-me dizer que isso não é verdade", disse ele durante entrevista coletiva em Pequim.

A reunião foi realizada um dia depois que China, EUA, Rússia, Reino Unido e França emitiram uma declaração conjunta sobre a prevenção de guerra nuclear ou corrida armamentista. A declaração deveria ser programada para o início de uma conferência global sobre desarmamento na Organização das Nações Unidas, mas a reunião foi adiada por causa do aumento nos casos covid-19. Fonte: Associated Press.