Estadão

Correção: ACM Neto tem 67% na Bahia; Jerônimo, 6% e Roma, 5%, diz Genial/Quaest

A matéria enviada anteriormente trazia um erro no título. Segue nova versão com o título corrigido.

O ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil) lidera a disputa pelo governo da Bahia com 67% das intenções de voto no primeiro turno, segundo pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira, 18.

O ex-secretário estadual de Educação Jerônimo Rodrigues (PT) aparece em segundo lugar, com 6%. O pré-candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), vem em terceiro, com 5%. Kléber Rosa (PSOL) tem 1%. Brancos, nulos e os que não pretendem votar, são12%. Indecisos, 8%.

<b>Apoios presidenciais</b>

Lançado pelo PT na disputa estadual após os senadores Jaques Wagner (PT) e Otto Alencar (PSD) desistirem de concorrer, Jerônimo ganha impulso nas intenções de voto quando apresentado ao eleitor como nome apoiado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Neste cenário, Jerônimo chega a 34% e diminui para 13 pontos porcentuais a diferença para ACM, que aparece com 47% como candidato independente, sem apoio de presidenciável. Com apoio de Bolsonaro, Roma sobe de 5% para 10%.

<b>Segundo turno</b>

Em segundo turno, ACM Neto venceria a disputa com 73% em dois cenários, um com Jerônimo e outro com Roma como oponentes. Jerônimo pontua 11% e Roma, 10%.

<b>Senado</b>

A pesquisa também mostra as intenções de voto para senador. Pré-candidato à reeleição, Otto Alencar lidera com 34%. O deputado federal Marcelo Nilo (Republicanos) tem 9%. O deputado federal Cacá Leão (PP) aparece com 8%. A médica Raíssa Soares (PL) tem 6%. Em último lugar está Tâmara Azevedo (PSOL), com 3%. Brancos, nulos e não pretendem votar somam 28%. Indecisos, 11%.

O levantamento ouviu 1.140 pessoas entre os dias 13 e 16 de maio. A margem de erro é de 2,9 pontos percentuais, com nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob os números BA-03239/2022 e BR-02283/2022.