Carro

Corrida de duplas na Stock Car une piloto a primeiro professor na categoria

Para Bruno Baptista, a Corrida de Duplas que abre a temporada 2022 da Stock Pro Series neste domingo (13/02), às 13h55 no Autódromo de Interlagos, que não terá público nas arquibancadas por causa do aumento de casos de Covid-19, é importante para os pilotos que acreditam que podem lutar pelo título brasileiro da principal categoria do automobilismo brasileiro. Tanto que o jovem piloto do competitivo Team RC convidou, para parceiro, o experiente Alan Hellmeister, que foi justamente o seu Coach (instrutor) na sua primeira temporada no automobilismo, em 2014, quando foi campeão da F4 Sul-americana, logo após sair do Kart.

“Naquela minha estreia nas corridas de carros, em que me tornei o primeiro brasileiro a conquistar o título da importante categoria escola F4 do automobilismo mundial, recém criada pela FIA, o Alan foi quem me deu conselhos e as principais dicas de pilotagem. Agora, ao contrário da maioria dos pilotos que trouxe para parceria nomes mais famosos do automobilismo internacional, eu confio nele para um bom resultado na corrida de convidados. Não só pela sua experiência com conquistas de títulos na GT Brasil e Porsche Cup, mas principalmente pelos bons resultados que obteve nas suas últimas corridas de duplas em provas de longa duração”explica Bruno Baptista, piloto do Team RC.

A abertura do Campeonato Brasileiro da Stock Car terá duas corridas distintas, sendo a primeira com pilotos oficiais da categoria e a segunda com os convidados, de três classificações diferentes: Ouro (que já venceram provas de Stock Car); Prata: (que já tiveram participação em edições passadas da própria Corrida de Duplas ou em provas isoladas do campeonato da categoria, com classificação entre os 10 primeiros colocados); e, Bronze (sem participação prévia em provas de Stock Car).

Assim, o regulamento prevê um sistema de equalização de lastro nos carros, onde os da classe Ouro levam peso extra de 30 kg ao peso mínimo do carro da dupla, os da Prata, 10 kg a mais e os da Bronze não terão lastro. Por já ter participado de três corridas de duplas na Stock, Alan Hellmeister foi classificado como piloto Prata e o Toyota Corolla de Bruno Baptista terá que carregar 10 kg a mais de lastro.

As duas corridas de domingo terão 30 minutos de duração cada uma mais uma volta, da mesma forma do que uma etapa normal do ano passado e das próximas desta temporada, quando são disputadas apenas por um participante oficial.

Com a obrigatória troca de pilotos após a primeira corrida, os carros, desta vez, farão uma rápida parada no grid de largada, que terá também posicionamento invertido entre os 10 primeiros lugares.

Já a contagem de pontos da pole-position (2) e da classificação dos 20 primeiros colocados da primeira corrida será idêntica à atual, valendo 30 pontos a vitória. Mas na segunda, de pilotos convidados, o vencedor somará apenas 12 pontos para o piloto oficial do carro, ou seja, a metade dos 24 pontos que leva a vitória de uma segunda prova tradicional. Além disso, em vez dos 20 pilotos que costumam somar pontos, a segunda corrida de Duplas com convidados premiará somente os 12 primeiros colocados.

Assim, para começar bem a sua quinta temporada consecutiva na Stock Car, onde 44 pontos estarão em jogo, Bruno Baptista espera conseguir uma boa classificação nas tomadas de tempos oficiais de sábado, às 13h45 (com transmissão ao vivo pelo SportTV3). Melhor resultado ainda, o jovem piloto de 24 anos tentará na primeira corrida do domingo, às 13h55 (com televisionamento da Band e SportTV3), quando pretende deixar o seu parceiro Alan Hellmeister, de 35 anos, largar, pelo menos, entre os 10 primeiros do grid invertido.

“Corrida de duplas é sempre muito empolgante para quem participa. Porém, por outro lado, dá muito mais responsabilidade para os pilotos, principalmente quando são em duas corridas distintas como nesta primeira etapa. No meu caso, tenho que ter cuidado para obter um bom resultado e deixar o carro ainda competitivo para o Alan. E ele, caso eu consiga uma boa atuação, não pode deixar a peteca cair na prova final. Assim, vale mais ainda a nossa torcida para que tudo dê certo”, alerta Bruno Baptista.

Já o seu companheiro Alan Hellmeister não o desmente e confirma que “vou torcer muito por uma boa atuação do Bruno para me deixar entre os 10 primeiros do grid. Apesar de valer a metade dos pontos de uma segunda corrida normal, a minha vontade é a de conseguir, pelo menos, um pódio para ajudar ele na classificação final desta primeira etapa e do próprio campeonato”.

Além das transmissões ao vivo da SportTV 3 e da Band TV, as atividades de pista desta primeira etapa da Stock Car Pro Series 2022 serão transmitidas também pelos canais oficiais da categoria, além da Motorsport TV, Estadão, Zoome e Auto Vídeos.