Estadão

Doria: prioridade Nº 1 é liberar trânsito em local de acidente na obra do Metrô

Após desmoronamento registrado nas obras da Linha-6 Laranja do Metrô na manhã desta terça-feira, 1º, o governador João Doria (PSDB) compareceu ao local junto com engenheiros da concessionária Acciona, responsável pela obra, para apuração das causas do desmoronamento. Além disso, o dirigente estadual também determinou a elaboração de um plano emergencial de desobstrução do tráfego da Marginal Tietê no trecho afetado.

"Vim pessoalmente ao local para dar apoio aos funcionários da obra e moradores dos arredores que presenciaram o acidente. Felizmente, não houve feridos", disse o governador ao chegar no local. Doria determinou que a concessionária Acciona identifique as causas do acidente. Além disso, a empresa deve elaborar, em conjunto com a prefeitura de São Paulo, uma solução para normalização do trânsito na Marginal. "É a prioridade número um", afirmou o tucano.

A CET informou, no início da tarde, que duas pistas no sentido Ayrton Senna da Marginal foram liberadas.

De acordo com o governo, a Acciona também será questionada sobre as possíveis soluções de engenharia para que as obras da Linha 6 possam ser retomadas. O objetivo do governo é que o cronograma da obra seja mantido em relação a prazos, "mas com prioridade para a segurança de todos".

Conforme a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), houve o rompimento da galeria de esgoto que passa no sentido transversal ao túnel. O vazamento teve início às 8h21. Todos os trabalhadores foram retirados do local, em segurança. O solo não suportou o peso da galeria de esgoto e acabou se rompendo.