Estadão

Em vídeo, Manny Pacquiao anuncia aposentadoria: Adeus, boxe. Muito obrigado!

Em um vídeo emocionante, Manny Pacquiao anunciou, nesta quarta-feira, a sua aposentadoria do boxe. "Aos maiores torcedores e ao maior esporte do mundo, obrigado! Obrigado por todas as memórias maravilhosas. Esta é a decisão mais difícil que já tomei, mas estou em paz com isso. Persiga seus sonhos, trabalhe duro e observe o que acontece. Adeus boxe."

Aos 42 anos, o pugilista filipino somou títulos em oito categorias, durante quatro décadas de carreira profissional. Em maio de 2022, vai disputar as eleições presidenciais em seu país.

Em 14 minutos de produção, Pacquiao fez questão de enumerar e agradecer todas as pessoas com as quais trabalhou no boxe, a imprensa, os torcedores e seus adversários.

Pacquiao foi campeão dos moscas até os médios-ligeiros, enfrentando os maiores rivais e acumulando grandes duelos. Venceu, perdeu, mas sempre deixou no ringue tudo que podia. Com dignidade, honestidade e amor pelo boxe.

Pacquiao venceu Juan Manuel Márquez (duas vezes), Marco Antonio Barrera (duas vezes), Erik Morales (duas vezes), Miguel Cotto, Oscar De La Hoya, Shane Mosley, Tim Bradley (duas vezes), Ricky Hatton, Antonio Margarito, Keith Thurman e Chatchai Sasakul. Quando perdeu, como para Floyd Mayweather, em 2015, na luta mais milionária da história, sempre respeitou seus adversários e deixou o ringue de cabeça erguida. Manny Pacquiao virou uma lenda. O boxe agradece!