Estadão

EUA/Casa Branca: Biden assinará decreto para estimular competitividade

A Casa Branca informou que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai assinar hoje um decreto para estimular a competitividade na economia americana, com foco em preços mais baixos para famílias, aumento dos salários, inovação e aceleração do crescimento.

Em nota, a Casa Branca destaca que, em mais de 75% das indústrias do país, um número menor de grandes empresas detém hoje maior participação de mercado do que 20 anos atrás. Segundo o governo dos EUA, preços mais altos e salários mais baixos causados pela falta de competitividade custam, em média, US$ 5 mil por ano às famílias.

No decreto, Biden estimula a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) a banir ou limitar acordos não competitivos, banir restrições desnecessárias de licenciamento ocupacional que impeçam mobilidade econômica e fortalecer a orientação antitruste para evitar que empregadores colaborem para reduzir salários e benefícios ao compartilhar informações entre si. O último tópico também se estende ao Departamento de Justiça (DOJ, na sigla em inglês).